quarta-feira, 22 de junho de 2011

ENTENDA o caso Cesare Battisti

por JOAN de Castro Alves
Belém, PA, Brasil

ROMBO de 1,5bi, não foi milhões, mas bilhão mesmo, e o mafioso Salvatore Cacciola fugiu para Italia após um vacilo desse mesmo STF, que agora é criticado por endossar Lula. O Marco Aurélio (collor) de Mello, liberou o bandido que não pensou duas vezes e se refugiou na santíssima pátria dos corleones.

Não devolveram o bandido? Bom... então manda o dinheiro, pois cidadão era só o bandido, o dinheiro era nosso. Pois é, não atenderam o pedido brasileiro. Agora sentiram o que é solidariedade, ou a falta. Esse Batisti ficou dez anos na França e não causou alvoroço. Agora quatro anos de Brasil e "ecce homo". 

Ocorre que o cara é escritor e daqueles da língua ferina. O que vai escrever interessa a todo mundo, menos à máfia ligada ao ducce Berlusconi. Lutou contra grupo forte na época das revoluções socialistas em todo mundo (aquelas dos anos 68, 69 e 70)). A Itália não admite anistia em nome do Direito Romano, direito esse que foi feito para o governante. Se afeta o império? então é culpado. Se não afeta, lava-se as mãos. Foi assim com Jesus Cristo que foi crucificado sob o poder de Pôncio Pilatus. A itália ainda condena à prisão perpetua à revelia um cara só. Pergunta-se, mas não era um grupo, um grupão? Eles só querem o escritor Batisti. 

Acho que vem chumbo por aí, quando o livro sair. O Império vai tremer. Eu já comprei o abadá. Não vou perder essa folia de forma alguma. Viva o Brasil que não vacilou sobre o caso, que na Itália também é político. A próxima vez que não devolverem um ladrão de 1,5 bilhões (como se não bastassem os nossos ladrões) lembrarão que pode haver uma desforra como essa do Cesare Batisti. Ah!...mas estávamos cumprindo o nosso milenar direito italiano...dirão eles. E nós poderemos responder: Bom... o nosso direito também é romano e aqui o STF pode deixar a responsabilidade para o PR, que por sua vez pode dizer sim ou não. Lá na Itália deu-se o mesmo. Era sim ou não e nosso dinheiro já era, pois disseram não.
Meninos eu vi....(JOAN, via e-mail)

DURMA-SE com um barulho desses!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!