quinta-feira, 9 de junho de 2011

MEUS BREGAS prediletos: Sílvia Letícia (José Roberto - reedição)

POIS é. Sou chegado num brega. Não desses bregas de hoje (acho que não se usa mais esse termo, né) que não me dizem nada. Os bregas daquele tempo sim. Anos sessenta, setenta ou até oitenta. Na década de 70 era moda fazer música com o nome da mulher amada, idealizada. Roberto Carlos cantou 'Ana', The Fevers cantaram 'Cândida', e assim por diante.

Um dos bregas que eu considero mais bonito e que jamais esqueci é esse aí, de José Roberto, um cantor baiano do qual hoje ninguém mais ouve falar. Ele fez bastante sucesso, principalmente no norte e nordeste do país. Se o Youtube ajudar, postarei mais outros dele aqui no BLOGUE do Valentim.

Leia a letra de 'Sílvia Letícia' e ouça a música, e depois diga se eu tenho ou não tenho razão.

Agora recordo
Tudo em silêncio
Faltou coragem, não pude falar
Mas eu te amo, não sei porque
Foi como encontro da areia com o mar
Sívia Letícia, vamos amar
O dia é tão lindo pra namorar

Sívia Letícia, vamos amar
O dia é tão lindo pra namorar


Faltam palavras pra lhe dizer
Mas o que eu sinto é grande demais
Me dê a mão, vamos juntinhos
Não pense em nada e nem olhe pra traz 
Sílvia Letícia, vamos amar
O dia é tão lindo pra namorar

Sílvia Letícia, vamos amar
O dia é tão lindo pra namorar




AGORA ouça esse brega romântico:



Lindo mesmo, não é?! Pena que não se fazem mais músicas como naquele tempo.


"OS PINGOS da chuva fazem um buraco na pedra não pela violência, mas por cair com frequência." Lucretius

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

2 comentários:

  1. Olá Antônio!
    Obrigada pela visita, bem-vindo ao meu blog.
    Não sei se mereço seu apreço em publicar minhas idéias escritas em simples linhas....enfim... então etá bem para mim.
    Eu que devo agradecer-lhe.
    Boa noite!
    Carla

    ResponderExcluir
  2. Também agradeço pela visita, Carla.
    Obrigado por me autorizar.

    ResponderExcluir

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!