sexta-feira, 17 de junho de 2011

MEUS CLÁSSICOS favoritos: To Sir With Love (Lulu, 1967)

AO OUVIR 'To Sir With Love', na voz de Lulu, automaticamente minha mente retrocede no tempo, parando no ano de 1967. Recordo o ator Sidney Poitier, o professor em "Ao mestre com carinho", filme  ambientado na Inglaterra; da mesma forma que ao ouvir o nome Sidney Poitier relembrarei do filme, e da música. Simplesmente inesquecível, uma estória que mexe com a gente. Vale a pena relembrar.   


LEIA a resenha do filme
Sidney Poitier é Mark Thackeray, um jovem engenheiro desempregado que chega à Londres e logo encontra uma vaga como professor em uma escola pública em um bairro operário. Inexperiente no novo trabalho, enfrenta alunos indisciplinados, rebeldes e por vezes até racistas. O filme é um clássico que refletiu alguns dos problemas e medos dos adolescentes do anos 1960. 

O professor, engenheiro de comunicações, provavelmente não teria didática, tampouco o preparo pedagógico adequado para lidar com uma classe e alunos. Mesmo inexperiente, conscientiza-se de que o essencial naquele momento e para aqueles jovens, não seria necessariamente o estudo de ciências ou literatura, por exemplo. Basicamente eles necessitavam de disciplina, conselhos, apoio moral e compreensão. Careciam de respostas, mas não precisamente respostas a dúvidas científicas, e sim aprendizados que os fizessem crescer como seres humanos, adultos que logo estariam tomando conta de um lar e uma família sozinhos.  
 
A relação entre a classe e o professor de início foi conturbada. Os jovens tinham a visão sobre o mestre como a de um inimigo, alguém que não os compreendia e que desejava seu mal. Porém, aos poucos, o “mestre Thackeray” conquistou a confiança de todos, agindo como um amigo e conselheiro, embora seu aspecto sério e rígido fosse característica notável. Confiança, esta, que adquiriu primeiramente com as meninas, encantadas com seus modos tão educados e corretos, e posteriormente com os rapazes, que ainda desconfiavam de sua boa vontade.  
  
O mestre desprendeu-se do paradigma habitual dos cursos de matemática, ciências, geografia, etc. Para tanto, aqueles jovens primeiramente necessitavam de conceitos que afetassem diretamente sobre suas vidas, fatos que realmente lhes fariam sentido no momento. Tendo o professor notado este fato e passado a suprir estas necessidades, os alunos começaram a interessar-se pela aula e pelo ato de ir à escola, pois esta tornou-se seu porto seguro, sua base para a vida “lá fora”. 

O filme nos demonstra a importância da boa vontade e da compreensão no ato de ensinar e educar, pois a escola, além de local de estudos, é onde se aprende valores, onde a pessoa se constrói e cresce, aprontando-se para a vida “lá fora”, ou seja, a sociedade. (de www.oartigo.com)
 


AGORA ouça a música


LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!