terça-feira, 28 de junho de 2011

A TERCEIRA guerra ou os Aparecidos da Internet

do blog AMIGOS das Letras
Sete Lagoas, MG, Brasil


Você foi atraído por este titulo? É apelativo? A idéia era esta.

O TÍTULO não tem nada a ver com o texto. Mas já que está aqui porque não continua mais um pouco? Não tem nada a perder. E o que eu tenho pra dizer pode ser importante. Mudar sua vida... Ou não. O mais provável é que não. Mudar de vida não é fácil.Se você não quiser continuar não vou me ofender, ok?A esta altura deve estar pensando: - Mais um que quer aparecer na Internet.

Puxa vida!!! Acertou em cheio. Você acabou de achar um Aparecido da Internet. Ela está cheia deles. Já que chegou até aqui, continue mais um pouco. A chance de você achar no próximo acesso um Aparecido-chato-de-galocha-mal-humorado é muito grande. Pra que perder viagem? Se conseguir esboçar um leve sorriso, estes segundos perdidos já terá valido a pena.Mas falando da raça dos Aparecidos eles se dividem em três categorias: os Aparecidos Originais, que são os que só escrevem textos próprios (contos, artigos, crônicas, poemas), os Aparecidos Republicantes, ficam na Internet a procura de artigos chamativos e interessantes para republicar nos seus blogs e os Aparecidos Flex, onde eu me incluo e que abarca as duas categorias.

Aparecer na Internet não é tarefa fácil e exige muita dedicação, paciência e competência. Existem milhares de nós tentando a mesma coisa. A concorrência é grande e só está aumentando. Há uma classe especial que é a dos Aparecidos Youtubeiros da qual falaremos oportunamente.

A raça dos Aparecidos gerou uma sub-raça, a dos Palpiteiros ou Pitaqueiros. Esta sub-raça navega na vastidão da Internet procurando matérias geradas pelos Aparecidos, para finalmente postar seus palpites. Ela se compõe de uma grande gama de tipos diferenciados e complexos. Existem palpiteiros para todos os gostos: Bem-humorados, rancorosos, irônicos, genais, desligados, lesados etc. E a cada dia aparecem mais e mais. Alguns especialistas em estudos dos fenômenos sociais de tribos virtuais identificaram um comportamento comum a todas as raças e sub-raças, que é o habito de clicar. Todos nós somos clicadores natos. Está na nossa memória genética. Existem no entanto dois tipos de clicadores. Os amadores que são os que clicam por lazer e os profissionais que são os que clicam no trabalho (deixam de trabalhar para clicar... e ainda recebem por isto). Quando o chefe aparece clicam no relatório, no organograma, no gráfico, quando o chefe vira as costas, clicam no Youtube, no Orkut etc. O chefe fica ali também em sua sala carpetada, com expressão séria e só clicando. Falemos mais detalhadamente dos Palpiteiros. O sonho de todo Palpiteiro que se preze é entrar na tribo dos Aparecidos. Ficam rondando a Internet dia e noite a procura de um texto destacado para colocar seu pitaco. Enquanto o moderador não o libera muitos dão uma chegadinha no youtube e depois se esquecem o link em que estavam antes, e não conseguem saber se seu comentário genial foi postado. Outros ficam ali de tocaia, atualizando a pagina para saber se o seu foi liberado ou se alguém comentou em cima. Eu ia me esquecendo. Existe outra importante categoria de clicadores na Internet. Podem ser chamados de Silenciosos ou Discretos. Clicam muito, lêem quase tudo e não postam nada. Passam despercebidos, mas estima-se que constituem uma tribo considerável. Isto tudo pode suscitar a pergunta: Ficar clicando para que? O que se ganha com isto? Algum gênio do mundo virtual pensando nesta questão criou uma nova moeda: o Klique ou K$. Um Klique vale tantos centavos. Só que para valer a pena tem que ter muitos cliques. E então no Youtube apareceram os campeões de cliques, pessoas que dedicam a vida procurando formas de aumentar os cliques. São os Aparecidos Youtubeiros. Formam uma classe especial e nobre da grande comunidade virtual.

Outro dia postei no Youtube uma peça com poema, imagem e musica e logo depois recebi uma mensagem em inglês. Fui no tradutor do Google e um era um sujeito alertando que o meu post era de qualidade, mas que estava recebendo poucos cliques. Recomendou-me contratar uma empresa especializada em cliques. Disse que esta empresa se encarrega de provocar cliques simultâneos de várias partes do mundo por conta de um raciocínio simples dos clicadores: Se um vídeo está sendo muito clicado, logo vale a pena ser clicado.

Agora pense em qual categoria você se inclui. Seja honesto consigo mesmo. Já me demorei muito e vou postar meu texto. Nenhum clicador gosta de textos muitos longos. Este texto está de braços abertos a todos os Palpiteiros e a sua valiosa colaboração neste importante e acadêmico estudo sobre o comportamento das tribos da Internet. Você pode fazer parte de uma nova tribo ainda não catalogada. (por João Drummond).

Concordo. Eu sou da categoria dos Aparecidos Republicantes, às vezes, raras vezes, sou também um Aparecido Flex. O certo é que vivo procurando textos interessantes, curiosos, chamativos, para postar neste humilde blogue, como é o caso desta crônica genial de João Drummond, por cujo blogue também navego. Faz parte.

Mas não é por isso que você vai deixar de nos visitar, não é mesmo?!

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!