quarta-feira, 24 de agosto de 2011

ABRINDO o sarcófago: Vou deitar e rolar (Elis Regina, 1970)

Elis Regina em 1970

NÃO VENHA querer se consolar
Que agora não dá mais pé
Nem nunca mais vai dar
Também quem mandou se levantar
Quem levantou pra sair
Perde o lugar

E agora, cadê teu novo amor
Cadê que ele nunca funcionou
Cadê que ele nada resolveu

Refrão:
Quaquaraquaquá, quem riu
Quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu
Quaquaraquaquá, fui eu

Ainda sou mais eu

{PARTE II}

Você já entrou na de voltar
Agora fica na tua
Que é melhor ficar
Porque vai ser fogo me aturar
Quem cai na chuva
Só tem que se molhar

E agora cadê, cadê você
Cadê que eu não vejo mais, cadê
Pois é quem te viu e quem te vê


Refrão

Todo mundo se admira da mancada que a Terezinha deu
Que deu na pira
E ficou sem nada ter de seu
Ela não quis levar fé
Na virada da maré
Breque

Mas que malandro sou eu
Pra ficar dando colher de chá
Se eu não tiver colher, vou deitar e rolar

{PARTE II}

Refrão

O vento que venta aqui
É o mesmo que venta lá
E volta pro
mandingueiro a mandinga de quem mandigá

Refrão
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!