terça-feira, 8 de novembro de 2011

PARANAENSES dizem não ao tarifaço de 500% do governador Beto Richa


O GOVERNADOR Beto Richa (PSDB), como bom tucano, disse no sábado (3) que houve um “erro de digitação” na proposta encaminhada à Assembleia Legislativa do Paraná reajustando em até 500% as tarifas do Departamento de Trânsito (Detran).

A taxa do Curso de Reciclagem que hoje é de R$ 65,40 passaria para R$ 239,40, de acordo com a mensagem enviada aos deputados na sexta-feira. O líder do governo na Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), afirma, no entanto, que o valor correto na tabela de reajuste é R$ 89.
A desculpa do governador lembra muito aquele sujeito acusado de assassinato diante do tribunal:

- Não matei ninguém, doutor, foi a arma!

No caso de Richa, a “arma” (computador) agiu sozinha. Disparou o tarifaço de 500% contra os paranaenses por “vontade própria” sem dó nem piedade.

O maldito computador — que digita sozinho — não foi camarada com os professores, por exemplo, pois só digitou 2,83% de aumento. 

O computador tucano também não vai com a cara dos servidores da Secretaria de Agricultura. Os funcionários do Departamento de Fiscalização e Defesa Agropecuária (DEFIS) iniciam hoje (7) uma paralisação por tempo indeterminado.

O vigilante deputado Tadeu Veneri (PT), que pediu vistas do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), desconfia do “erro de digitação” e acha muito estranho a tentativa de o governador aprovar o tarifaço a toque de caixa.

“O governador Beto Richa quer criar a indústria da taxa no Paraná”, denuncia o petista, lembrando que o tucano, ao lado de Cássio Taniguchi (DEM), implantou na prefeitura de Curitiba a indústria da multa eletrônica. (blog do Esmael Morais, Curitiba, Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!