quarta-feira, 8 de agosto de 2012

CARMEN Miranda

Entre a Loura e a Morena...





ELA nunca se naturalizou brasileira, mas é um dos maiores símbolos do Brasil no exterior. Nascida em Marco de Canaveses, Portugal, Maria do Carmo Miranda da Cunha, conhecida mundialmente como Carmen Miranda, morreu há 56 anos, no dia 5 de agosto de 1955, em Beverly Hills, Hollywood.

Seu corpo só foi encontrado no dia seguinte, pelo marido. O enterro, acompanhado por mais de 500 mil pessoas cantando Ta-hi! e Adeus Batucada, foi no Rio de Janeiro, no Cemitério São João Batista.

Carmen foi a primeira artista multimídia do Brasil. Talentosa, não só cantava, dançava e atuava, mas sabia, intuitivamente, transitar com desenvoltura pelo que viria a se tornar a indústria cultural.

Transformou-se num ícone das massas, ao mesmo tempo criando e sendo criada por esse novo mundo do entretenimento que se desenhava. Pioneira, foi a maior estrela do disco, do rádio, do cinema, dos teatros, da mídia, e dos cassinos brasileiros. 

Única no movimento das mãos e quadris e no revirar dos olhos verdes, estilizou a baiana, com badulaques, a boca pintada de vermelho, sempre sorridente e tão imitada, amada e parodiada, principalmente, no Brasil e EUA. 

Ela eternizou os mais importantes compositores de seu tempo da música brasileira, de Lamartine Babo a Ary Barroso, de Dorival Caymmi a Pixinguinha. Gostava de tango, mas investiu na gravação de marchinhas de carnaval e sambas, que tratava de cantar à sua maneira, muitas vezes trocando a letra das músicas, acrescentando uma bossa própria, um jeito de sublinhar as palavras com seus muitos erres vibrantes.


CINEMA



Carmen Miranda não se limitou à música, realizava diversas apresentações em festas, teatros e festivais e rapidamente foi convidada para fazer as aberturas das projeções de filmes de Hollywood no Cine-Teatro Broadway.

Em março de 1932 aconteceu a primeira aparição de Carmen no cinema com “O Carnaval cantado de 1932”, o filme foi produzido pela Vital Ramos de Castro e equipe da Cinédia, mas os registros foram perdidos. 

Carmen Miranda participou de 20 filmes produzidos pela Cinédia, Sonofilmes, 20th Centrury Fox, United Artists, MGM e Paramount, e contracenou com os mais importantes atores do Brasil e dos Estados unidos, de Oscarito a Jerry Lewis.

Carmen se tornou uma grande estrela de Hollywood, é até hoje a única latino-americana a ter a marca de suas mãos e pés gravados na Calçada da Fama no Teatro Chinês de Los Angeles. 

Carmen Miranda tinha 46 anos e morreu vítima de um ataque cardíaco, após participar da gravação de um programa de televisão. Sofrendo de profunda depressão desde a década anterior, a cantora também estava exausta com o ritmo puxado de trabalho. Na época, ela já era uma estrela internacional.

Fontes: http://www.carmenmiranda.com.br/ 
(CINEMASCOPEBLOG, de João de Deus Netto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!