segunda-feira, 19 de novembro de 2012

SALVE lindo Pendão da Esperança!

No topo do mastro 19 de novembro é o Dia da Bandeira. Aprenda mais sobre esse símbolo do nosso país

Ana Paula Corradini




A gente bem sabe como é: em olimpíadas, Copa do Mundo e outros eventos, é só ver a bandeira brasileira que dá um nó na garganta e ficamos todos orgulhosos. Mas você sabia que o símbolo maior do Brasil nem sempre teve essa cara? Nesse 19 de novembro, aproveite para comemorar o Dia da Bandeira, e saiba mais sobre ela aqui.

Toda história tem um começo



O Dia da Bandeira foi criado em 1889, pelo decreto-lei número 4, para homenagear a nova Bandeira da República, que tinha acabado de sair do forno. A nova bandeira foi instituída quatro dias depois do Dia da Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889.

Mas como esse símbolo do nosso país foi criado? A ideia foi do professor Raimundo Teixeira Mendes, presidente do Apostolado Positivista do Brasil. Naquela época, estava fazendo o maior sucesso uma filosofia chamada positivismo, que defendia que todas as teorias deveriam ser comprovadas pelo método científico. Ou seja, para provar qualquer coisa, era preciso mostrar evidências — e deixar de lado as superstições e as crenças também.

O decreto para a criação da bandeira foi preparado por Benjamin Constant, que fazia parte do governo provisório da República. O desenho da bandeira nacional foi feito pelo pintor Décio Vilares.


Você sabia?

1- Quando várias bandeiras são hasteadas no nosso país, a brasileira deve ser a primeirona a chegar ao topo do mastro, e a última a descer.

2- Quando ela fica rasgada, suja, ou velha, deve ser substituída por uma nova. A bandeira velhinha é queimada no dia 19 de novembro também. Que final mais dramático!

3- A Bandeira Nacional fica sempre hasteada na Praça dos Três Poderes, aqui em Brasília. Na base do mastro está escrito: “Sob a guarda do povo brasileiro, nesta Praça dos Três Poderes, a bandeira sempre no alto, a visão permanente da pátria”.

4- A gente não pode hastear uma bandeira de outro país no nosso território se a nossa bandeira não estiver ao lado (ela também tem que ser do mesmo tamanho e é colocada ao lado direito). A exceção fica para as embaixadas e consulados de outros países.
(Correio Braziliense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!