domingo, 24 de março de 2013

DOMINGO de Ramos: Jesus deu um forte grito: "Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito"

QUANDO chegou a hora, Jesus pôs-se à mesa com os apóstolos e disse: "Ardentemente desejei comer convosco esta ceia pascal, antes de padecer. Pois eu vos digo que não mais a comerei, até que ela se realize no Reino de Deus". Então pegou o cálice, deu graças e disse: "Recebei este cálice e fazei passar entre vós; pois eu vos digo que, de agora em diante, não mais beberei do fruto da videira, até que venha o Reino de Deus". A seguir, tomou o pão, deu graças, partiu-o e lhes deu, dizendo: "Isto é o meu corpo, que é dado por vós. Fazei isto em memória de mim". Depois da ceia, fez o mesmo com o cálice, dizendo: "Este cálice é a nova aliança no meu sangue, que é derramado por vós. ... "Os reis das nações dominam sobre elas, e os que exercem o poder se fazem chamar benfeitores. Entre vós, não deve ser assim. ... Eu estou no meio de vós como aquele que serve. ... Simão disse: "Senhor, eu estou pronto para ir contigo até mesmo à prisão e à morte!" Jesus, porém, respondeu: "Pedro, eu te digo que hoje, antes que o galo cante, três vezes negarás que me conheces". ... Jesus saiu e, como de costume, foi para o monte das Oliveiras. Os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar, Jesus lhes disse: "Orai para não cairdes em tentação". Então se afastou dali, à distância de um arremesso de pedra, e, de joelhos, começou a orar. "Pai, se quiseres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua!" Apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia. Entrando em agonia, Jesus orava com mais insistência. Seu suor tornou-se como gotas de sangue que caíam no chão. Levantando-se da oração, Jesus foi para junto dos discípulos e encontrou-os dormindo, de tanta tristeza. E perguntou-lhes: "Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para não cairdes em tentação". Jesus ainda falava, quando chegou uma multidão. Na frente, vinha um dos Doze, chamado Judas, que se aproximou de Jesus para beijá-lo. Jesus lhe disse: "Judas, com um beijo tu entregas o Filho do Homem?"... Eles prenderam Jesus e o levaram, conduzindo-o à residência do sumo sacerdote. ... Pilatos o interrogou: "Tu és o Rei dos Judeus?" Jesus respondeu: "Tu o dizes!" ... Pilatos falou outra vez à multidão, pois queria libertar Jesus. Mas eles gritavam mais alto: "Crucifica-o! Crucifica-o"...Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, ali crucificaram Jesus e os malfeitores: um à sua direita e outro à sua esquerda. Jesus dizia: "Pai, perdoa-lhes! Eles não sabem o que fazem"... Já era mais ou menos meio-dia, e uma escuridão cobriu toda a terra até as três da tarde, pois o sol parou de brilhar. O véu do Santuário rasgou-se pelo meio, e Jesus deu um forte grito: "Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito". Dizendo isto, expirou. O centurião, vendo o que acontecera, glorificou a Deus dizendo: "Realmente! Este homem era justo!" (Lucas 22, 14-23,56)
Salve Maria!

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
(Bodas de Caná, Dois Vizinhos - PR, Brasil)

Um comentário:

  1. Hoy es un día especial y la Pasión está en él,saludos

    ResponderExcluir

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!