quarta-feira, 11 de setembro de 2013

DUOVIZINHENSES fazem arte em pontos de ônibus


Pontos de ônibus estão virando obras de arte nas estradas da microrregião de DV



QUANDO você está viajando, muitas vezes não percebe a presença dos pontos de ônibus instalados pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER) na beira das estradas. Todos de concreto, eles são um espaço pensado para proteger (do sol ou chuva) quem precisa esperar pelo transporte coletivo. Um grupo de duovizinhenses, no entanto, percebeu neles um bom local para expressar a arte do grafite. O trabalho, que começou como brincadeira, está se tornando sério, ganhando patrocinadores e pensando grande: colorir todo o Sudoeste do Paraná. 

"Antes eram só os pontos ali, sujos ou pichados. Começamos pintando um para o lado de Cruzeiro do Iguaçu, de brincadeira, para tirar as pichações que tinham neles. A galera curtiu, gostou e deu bastante repercussão nas redes sociais. Daí nós começamos a dar uma profissionalizada. Conseguimos patrocínios de tinta, fizemos os pontos e agora estamos fazendo os vídeos para ver se conseguimos levantar fundos com as empresas pra continuar e aumentar o projeto. O grafite é a ferramenta para transmitir uma mensagem mesmo. A ideia é fazer com que as pessoas fiquem mais cultas, trazendo esse tipo de arte para a região", diz Eiguel Ribeiro, publicitário e um dos responsáveis pelo projeto. 

O grupo já tem autorização do DER de Pato Branco e agora busca também a liberação para trabalhar na região de Francisco Beltrão. "A ideia inicial era inserir essa arte urbana para um público que dificilmente teria contato com o grafite. Hoje em dia, nem nas capitais é muito encontrado esse tipo de arte, já que é tudo proibido por causa da pichação. Aqui, estamos conseguindo tornar os pontos mais atrativos e levar um pouco de arte para a população", completa Eiguel. Os pontos de ônibus conquistam, principalmente, as crianças. "Um empresário até veio me falar que o filho dele sempre vinha dormindo na estrada entre São Jorge e Dois Vizinhos, mas agora ele fica acordado para ver se tem pontinho novo, desenho novo."

Eiguel posa em frente ao ponto do ‘Chapeleiro Maluco’.

Um dos sucessos entre os pontos de ônibus já pintados foi o Chapeleiro Maluco, feito para arrecadar tintas. "Essa foto atingiu duas mil e poucas curtidas no Facebook e marcou nossa campanha para conseguir as tintas. A própria escolha do Chapeleiro Maluco tem motivo. Não é só a cor, mas o Chapeleiro é um dos personagens da Alice (no País das Maravilhas) e a ela é uma metáfora do mito da alquimia. A história antiga contava que o alquimista estava buscando a pedra filosofal nesse mundo imaginário e ele vê um coelho com roupas de traje e cartola, vai atrás e acaba caindo no buraco. É a história da Alice que se mistura com a da alquimia. A gente escolheu esse personagem que é bem simbólico", explica. Entre os homenageados, estão também o personagem Mário Bross, Pink Floyd e os desenhos Bob Esponja e South Park. 


A relação de Eiguel com o grafite é recente. "Comecei há cinco meses. Tô aprendendo fazendo nos pontos de ônibus. Eu era desenhista desde moleque, fazia ilustrações e acabei entrando na publicidade por causa disso", revela. O projeto está crescendo e conta, hoje, com um grupo de 2 mil pessoas que acompanham todas as notícias no Facebook. 

Cultura pra quem?

Tentando levar mais cultura para a população, Eiguel aproveita para criticar o acesso à cultura. "O país colocou a cultura na mão do governo, que não tem interesse em fazer e, então, ninguém tá fazendo. Como a população fica esperando o governo, acabamos sem cultura. A cultura, a arte em si é da essência humana. Todo humano precisa ter uma forma de expressão artística e o pessoal tem gostado muito desse projeto por isso, porque há uma carência muito grande de arte e cultura na nossa região. Às vezes, não por falta de vontade, mas por as pessoas certas para isso não estarem ocupando os lugares certos".

Alquimia

O nome do projeto também tem um sentido bastante amplo. "A palavra alquimia significa mistura. Mistura de conhecimentos, de artes e de pessoas. A própria palavra inteligência significa interligar pessoas, e nós queremos interligar artes diferentes e fazer essa conexão no Sudoeste para que outras pessoas gostem de arte da nossa região e reconheçam facilmente nossos artistas. Um dos problemas que a gente mais encontra é que os artistas, normalmente, não são reconhecidos na sua própria cidade e é isso que queremos mudar", acrescenta Eiguel. 

Publicidade implícita

Como os pontos de ônibus são públicos, não se pode pintar a logomarca das empresas que patrocinam as tintas. Por isso, a solução criativa foi fazer vídeos das pinturas e, no fim, alguma brincadeira com a marca do patrocinador. Nos vídeos também são colocados todos os apoiadores do Projeto Alquimia, o que ajuda a baratear os custos. "O povo que patrocina está pedindo trabalhos sobre determinados temas para lembrar a empresa. Uma empresa de extintores, por exemplo, quis algo ligado ao fogo. Aí eu peguei a ave fênix, que tem um monte de significado. Usamos os vídeos para divulgar a marca e muita gente acaba compartilhando nas redes sociais e tudo isso faz com que o projeto aconteça", explica. O próximo ponto que será pintado será uma homenagem para Ayrton Senna, em um posto de combustíveis, e outro voltado para a área da música que foi pedido por uma Rádio FM.

Virar ONG

E o idealizador sonha alto. Além dos trabalhos de grafite, outros artistas expressam sua arte através do projeto. São filtros dos sonhos e quadros produzidos e comercializados em Dois Vizinhos. No futuro, a ideia é transformar o trabalho em uma Organização Não Governamental (ONG). "Temos a parte do projeto que queremos divulgar e temos a parte que é tudo o que está acontecendo. A ideia é fazer vários sarais, criar uma associação e transformar ela numa ONG. A Alquimia Associação de Atletas e Artistas Alternativos, que vai ser montada através da Midas Publicidade", conclui Eiguel. O objetivo é trabalhar talentos e encontrar novos artistas. Quem quiser mais informações pode entrar em contato com Eiguel pelo telefone 0**46-9912-0788, pelo Facebook ou na Midas Publicidade.
(Jornal de Beltrão, Francisco Beltrão - PR, Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!