sexta-feira, 29 de novembro de 2013

PAYSANDÚ terá de vencer por 6 a 0 para permanecer na Série B

Além disso, Atlético Goianiense e Guaratinguetá terão de empatar. Ocorre que o Paysandú nunca venceu por 6 a 0 no Brasileirão


Desde o campeonato foi fundado, o Bicola foi derrotado por três vezes com este placar



QUANDO o presidente do Paysandu, Vandick Lima, declarou, logo após a derrota para o Bragantino (SP) no sábado (23), que não dava para 'iludir o torcedor' com uma possibilidade de salvar o clube do rebaixamento, o retrospecto alviceleste no campeonato brasileiro pode ter sido analisado. Isto porque, para evitar a queda à Série C de 2014, o Papão teria de torcer por um empate entre Atlético Goianiense e Guaratinguetá e ainda construir uma goleada histórica de 6 a 0 sobre o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Yago Pikachú, desolado pela derrota do Paysandú perante o Bragantino em Belém

Não por acaso esta goleada seria histórica. Desde quando o campeonato brasileiro começou com este nome (a partir de 1971), o Paysandú só não participou da competição em três edições - 1972, 1984 e 1988 - e, em todas as outras 41, o Clube de Suísso nunca conseguiu construir um placar tão elástico.

A maior goleada do Paysandu pelo campeonato brasileiro aconteceu no dia 3 de agosto de 2003, na 23ª rodada da Série A do campeonato brasileiro, com um 6 a 1 sobre o Guarani, mas, ainda assim, foi dentro de casa, no Mangueirão, em Belém. Longe da capital paraense, o melhor resultado alviceleste foi o 6 a 2 sobre a Portuguesa (SP), no dia 30 de maio de 2006, pela nona rodada da Série B, no Canindé (SP).

Um resultado por 6 a 0 só aconteceu em jogos do Paysandu em três oportunidades, só que com o time paraense sendo derrotado. O primeiro foi ainda no dia 17 de julho de 1974 para o Flamengo, no estádio Teixeira de Castro (RJ); o segundo foi diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli, em 2 de novembro de 2003, e o último aconteceu na Vila Belmiro, para o Santos, no dia 1 de agosto de 2004.


Neste sábado (30), às 16h20, o Paysandu terá que golear o Sport, além de esperar por um empate entre Atlético Goianiense e Guaratinguetá, porque, com uma vitória, empataria em número de pontos com o Guará, mas ainda teria que tirar a diferença que é exatamente de seis gols no saldo entre tentos marcados e sofridos. No final de todas as contas, o Papão empataria em pontos, saldo de gols e número de vitórias, mas superaria o rival paulista na quantidade de gols marcados. (ORM, Belém - PA, Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!