segunda-feira, 29 de abril de 2013

LEÃO Azul ganhou de novo do Paysandú!


Presidente e diretoria do Paysandu depois de duas porradas do Sem Divisão no time da Série B. #CHATYADOS
PRESIDENTE e diretoria do Paysandú depois de duas derrotas para o Remo

Foto


  • Foto


    TÁ SERTICIMO!


    Foto


    Chamei elas de freguesas e elas responderam...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

O MINISTRO Fux



QUEIXAM-SE de que a presidenta Dilma está demorando muito para escolher o novo ministro do STF. Não é para menos. Depois do fiasco que foi o ministro Fux, ela tem que escolher muito, mas muito bem mesmo. O candidato Fux começou errado: visitou gabinetes de senadores, procurou políticos influentes, até os ex-ministros Dirceu e Palocci , para ser indicado para o STF. É vergonhoso e descabido ter a pretensão de ser ministro da mais alta corte de justiça do país. Esse cargo é uma missão da maior importância para o qual deveriam ser escolhidas pessoas com um histórico de vida excepcional. Não é uma sinecura prestigiosa. O futuro ministro do STF deveria ter seriedade, discernimento, ser indicado por suas qualidades pessoais e profissionais e aguardar a sabatina do Senado. Todos devem saber que ele é competente, que detém notório saber, que é um homem justo e sensível. Como se não bastasse o fato de que não atende a nenhum desses requisitos, Fux julgou casos de um advogado do Rio, Sérgio Bermudes, seu amigo, em cujo escritório sua filha Marianna trabalha. E o ministro Fux dá uma explicação que não convence: “participou dos julgamentos em razão de descuido e que os seis processos listados tratavam de questões sem importância”. Descuido, ministro? Fala sério!! Então um ministro do STF julga uma ação e não sabe quem são os advogados das partes? Isso é inaceitável. O ministro pensa que somos idiotas? É por essas e outras que a presidenta Dilma tem que escolher agora o novo ministro do STF sem conchavos com políticos, parentes ou quem quer que seja. Se o ministro Fux tivesse um mínimo de hombridade renunciaria ao cargo, pois está denegrindo a imagem do STF e colocando em suspeição as decisões da Corte.  Jussara Seixas (Blog do Saraiva)

terça-feira, 23 de abril de 2013

BAYERN de Munique para o Barça e enfia uma goleada histórica

Atuando em Munique, o time alemão goleou por 4 a 0 e encaminhou a sua ida para a final

ABRINDO as semifinais da Liga dos Campeões da Europa na tarde desta terça-feira, o Bayern de Munique, atuando em casa, venceu o todo poderoso Barcelona por 4 a 0 e conseguiu uma vantagem gigante para o jogo de volta. Graças aos gols de Muller, Mario Gómez, Robben e Muller de novo , o time alemão pode perder por até três de diferença que se garantirá na final do principal campeonato europeu.
Péssima recepção
No primeiro tempo muito disputado, com o Bayern levando uma pequena vantagem, o time alemão conseguiu abrir o placar aos 24 minutos com Thomas Muller. Após disputa dentro da área, a bola sobrou para o meia-atacante, que com a cabeça jogou a bola para o fundo do gol.

O gol não desanimou o time do Barça, que até tentava controlar o jogo, característica forte do time espanhol, mas com uma marcação forte, o Bayern abusava dos contra-ataques e chegava com certa facilidade ao goleiro Victor Valdes. A superioridade de posse de bola do Barcelona não foi vista durante a primeira etapa, apesar do Barça ter mais posse.

O Barcelona claramente sentia falta de uma boa atuação de Messi, que com uma lesão muscular, entrou em campo, mas não conseguiu render o esperado. O “melhor jogador do mundo” até tentou colaborar com jogadas de efeito, mas bem marcado, acabou não sendo brilhante.

Virou goleada

Na segunda etapa, o Bayern voltou com ainda mais força ofensiva e aumentou o placar logo aos três minutos. Após cruzamento na área, a bola foi ajeitada para o artilheiro Mario Gómez, que livre e sem goleiro tocou para o fundo das redes.

Após sofrer o segundo gol, o Barcelona tentou ir ao ataque para diminuir a diferença, mas nada fez com que o Bayern de Munique se abrisse. Na oportunidade que teve, o meia Robben partiu para cima do lateral Jordi Alba e depois de um lindo drible marcou o terceiro gol, aos 27 minutos do primeiro tempo, para a alegria da torcida da Bavária.

O Barcelona ainda teve uma grande chance de gol aos 31 minutos, com uma bola que sobrou para o zagueiro Bartra, mas sem muita habilidade, o defensor chutou por cima do gol. Quatro minutos depois, o Bayern chegou ao quarto gol, novamente com Muller.

O Barcelona foi para frente para tentar chegar a um gol de honra, mas o time alemãos e fechoue segurou a grande goleada por 4 a 0.

Na quarta-feira tem mais!

Nesta quarta-feira, a outra semifinal entre Borussia Dortmund e Real Madrid acontece na Alemanha. A partida está prevista para começar às 15h45. E colocará a frente, mais uma vez, um time alemão contra um time espanhol. A Rádio Futebol Interior transmite a partida com narração de Júlio Nascimento e comentários de Gabriel Ferrari. (Futebol Interior)

CLUBE do Remo: um século de futebol

Um século de futebol remista

FORAM 4.065 jogos, 2.194 triunfos, 955 empates, 890 derrotas, 8.189 gols marcados e 4.405 gols sofridos. O Remo completou ontem 100 anos de futebol. Não é uma marca qualquer. Poucos clubes podem ostentá-la. Prova incontestável da grandeza histórica de uma das maiores agremiações brasileiras. Pena que a data tenha sido pouco festejada pela própria diretoria. De qualquer modo, parabéns a todos os azulinos. (Gerson Nogueira)

Aniversário! Em 100 anos, 4.105 jogos do Leão

O clube não programou qualquer solenidade para comemorar. Mas hoje é a data do centenário do futebol remista. No dia 21 de abril de 1913 o Remo entrou em campo pela primeira vez. Na época usava camisas com listras horizontais em azul marinho e branco. O jogo foi amistoso, contra o extinto Guarany/PA, e terminou em 0 x 0. Ao longo desse centenário, o Leão Azul disputou 4.105 jogos, com 2.216 vitórias, 961 empates, 902 derrotas, além do Re-Pa de ontem e de 26 jogos cujos resultados não têm registro. Na trajetória centenária, o Remo fez 8.263 gols e tomou 4.462 gols, já computado o Re-Pa de ontem. 
Se o Clube do Remo despreza sua própria história, esta coluna cumpre o papel de destacar a nobre data e registrar dados pesquisados pelo benemérito azulino Orlando Ruffeil. A pesquisa revela que Dadinho (anos 80) é o maior artilheiro da história remista, com 163 gols. Em segundo lugar, Alcino (anos 70) com 159 gols. Também estão nessa história os autores do gol 1.000 (Moacir, em goleada sobre o Brasil Sport, 1932), do gol 5.000 (Bira, em goleada de 5 x 0 sobre o Izabelense em 1978) e do gol 8.000 (Helinton, agora bicolor, no empate em 2 x 2 com a seleção de Breves, em 2009). Maior goleada aplicada pelo Remo: 21 x 0 sobre um time francês que passava por Belém, de navio, em 1945. (Carlos Ferreira)

100 anos de futebol do Clube do Remo

Em 21 de Abril de 1913, o Grupo do Remo disputaria a sua primeira partida de futebol. Ali, no campo da Praça Floriano Peixoto, tinha o inicio de uma nobre nação, a nação azulina! Ao final da partida, o resultado de Grupo do Remo vs Guarany Foot-Ball Club era 0 a 0. Nesse ano o Remo fez parte da fundação da Liga Paraense de Foot-Ball. E em seu primeiro jogo na liga, ganhava de 4 a 1 contra o União Sportiva. Nesse mesmo ano, o clube conquistava a sua primeira taça.

1ª escalação: Bernardino; Valrreman e Eurico; Dudu, Aimeé e Mamede; Galdino, Mário, Antonico, Dudu 2º e Rubilar
(Espn
Considerando os valores atuais, os 4.106 jogos do Remo, 2.216 vitórias, 961 empates e 902 derrotas em 100 anos de futebol, representam aproveitamento de 61,7%.  (Cláudio Guimarães)
 
Os números divergem. As contas não batem. Quem está certo? Ninguém.
Em todo o caso, salve o Clube do Remo, o filho da Glória e do Triunfo!  

segunda-feira, 22 de abril de 2013

MEUS clássicos favoritos: Franguinho na panela (Lourenço & Lourival)


sábado, 20 de abril de 2013

BLOGUE do Valentim há um ano: FUCKING quer mudar de nome para acabar com piadas


DEU no blog espanhol Impresiones


OS HABITANTES de "Fucking", Austria, já estão fartos de receber trotes telefônicos. Melhor ler a postagem original.

No inglês fica esquisito mesmo o nome do povoado austríaco
Ya están hartos de recibir llamadas chistosas. Los residentes del pequeño y apacible pueblo de Fucking, en Austria, cansados ya de recibir llamadas telefónicas ofensivas, votarán en estos días el cambio de nombre de la localidad. El pueblo lleva ese nombre desde el año 1070 y proviene de un personaje del siglo VI llamado Focko. El sufijo "ing" en una antigua forma germana de llamar a la gente, por eso el significado real de Fucking sería "gente de Focko". Sin embargo los angloparlantes la relacionan con su significado en inglés, gerundio de la mala palabra "Fuck" (forma grosera de llamar al acto sexual y que se emplea como insulto y para maldecir). "Las llamadas de mal gusto han sido la gota que rebalsó el vaso", comentó Franz Meindl, alcalde de Fucking, además de recordar que los carteles con el nombre del pueblo han sido objeto de robos por parte de turistas en busca de un suvenir. La propuesta con más adeptos es la que proclama que el pueblo debería llamarse Fugging. Historiadores afirman que en el siglo XVI se escribía con doble "g" y así es como reclaman que se reinstale la denominación. La última palabra la tendrán los habitantes. (Impresiones, Espanha)
(BLOGUE do Valentim em 20abr.2012)

sexta-feira, 19 de abril de 2013

CIDADE viciante e de imensa riqueza gastronômica

belem20
Um bom peixe à caldeirada
acaibelem
O gostoso e indescritível açaí
Por Ailin Aleixo (Blog Gastrolândia)

BELÉM é apaixonante, intoxicante, aromática, rica, fértil, pujante. Belém de tantos sabores desconhecidos para nós do Sudeste, que achamos estar no centro do mundo. Belém do Ver-o-Peso, o mercado que reserva maravilhas a cada corredor. Belém do tucupi, das farinhas, da maniçoba, do jambu, do buriti, do uxi, do jenipapo, do bacuri, do cupuaçu, da pupunha, do tucumã, do murici, do taperebá, da surijuba, da piramutaba. Belém do amado açaí. Belém que merecia ser visitada por todos os brasileiros – e que, infelizmente, possui turismo interno diminuto. Belém do Remanso do Bosque, do Portinha, do Lá em Casa, da Cairu. Belém que impregnou em mim.
belem15
A feira do Ver-o-Peso
Passei uma semana na capital do Pará por conta do décimo Festival Gastronômico Ver-o-Peso, idealizado pelo pesquisador e chef Paulo Martins e, hoje, após sua morte, tocado por sua mulher e filhas. O Festival tem como intuito divulgar a magnitude dos ingredientes amazônicos e mostrar aos brasileiros – amantes de gastronomia e chefs – a preciosidade da culinária paraense. Um tremendo e importantíssimo evento que, em 2014, acontecerá em data a ser definida entre final de abril e começo de maio.
Durante estes dias fui apresentada ao lindo, trabalhoso e altamente refinado processo de fabricação do tucupi – item indispensável no dia-a-dia do paraense -, líquido extraído da mandioca brava (ou amarela) e temperado com jambu (erva que provoca dormência na língua), chicória e alfavaca. Comecei a conhecer as dezenas de tipos, texturas e sabores de farinha, como a d’água, feita com mandioca fermentada em água, ou pubada. Provei peixes surrealmente saborosos como o filhote, o tucunaré e o pirarucu.
belem4
O saborosíssimo vatapá
Vi a potência e o real sabor do açaí fresco, consumido salgado na companhia de peixe frito e farofa (no Ver-o-Peso há dezenas de quiosques que vendem porção pra dois a R$ 13) e, para terminar a refeição, servido com farinha de tapioca, gelo e açúcar. Provei coisas inesquecíveis como a moqueca paraense do Remanso do Bosque – restaurante sensação de Belém, comandado pelos irmãos Thiago e Felipe Castanho- a esfiha de pato, jambu e tucupi do Portinha, o sorvete de bacuri com castanha do pará da sorveteria Cairu, a castanhada (doce parecido com cocada porém feito com castanha do Pará crua, gema e açúcar) do Lá em Casa, o filhote grelhado servido com tucupi, jambú e pirão do Saudosa Maloca, na Ilha do Combú.

A tristeza foi notar como sabemos tão pouco sobre nosso próprio país e ignoramos centenas de ingredientes nacionais em detrimento de itens insípidos que viajam meio mundo até parar na gôndola dos supermercados de Rio, São Paulo, Brasília. Meus dias em Belém me fizeram ver que ainda somos um país de cidadãos que usam seu dinheiro para passar férias comendo em Paris ou Nova York, por que acham “chique”, mas ignoram absolutamente as maravilhas da gastronomia do estado ao lado do seu. Ainda somos tão colonizados…

belem21
Outras delícias do Pará
Espero que isso mude. Espero que voar para o Norte fique mais barato do que ir a Miami… Espero que pato no tucupi seja tão “luxuoso” como boeuf bourguignon e que o Queijo de Marajó seja encarado com o mesmo respeito do Grana Padano. Porque se tem algo do qual é possível se orgulhar nesse país de tantos desapontamentos é da nossa gastronomia. Chefs de diversos países já sabem disso – e, tremenda ironia – precisamos que eles nos contassem para começar a prestar atenção. (Gerson Nogueira, Belém - PA, Brasil)

quinta-feira, 18 de abril de 2013

CERVEJA sem álcool aciona área do cérebro ligada ao vício, diz estudo

Pesquisa aponta que o simples gosto é suficiente para ativar sistema.

Efeito é maior em pessoas com histórico de alcoolismo na família.

Da France Presse

#cerveja (Foto: Philippe Huguen/AFP)
Cerveja (Foto: Philippe Huguen/AFP)

O SABOR da cerveja sozinho, mesmo sem qualquer efeito alcoólico, ativa o sistema de recompensas do cérebro, revela um estudo publicado nesta segunda-feira (15).

quarta-feira, 17 de abril de 2013

CASAGRANDE: “Quero viver como hoje e não sendo escravo da droga”


Casagrande, comentarista da Globo, durante entrevista ao "Fantástico" deste domingo (Reprodução)
DURANTE entrevista ao programa "Fantástico" exibida neste domingo, o ex-jogador e comentarista da Rede Globo, Walter Casagrande, falou sobre a sua virada contra o vício das drogas, assunto que tratou em sua biografia "Casagrande e seus demônios", lançada nesta semana. 

"Hoje, eu tô legal. Minha vida mudou muito. Consigo viver bem sozinho. Antes, eu não suportava o meu jeito, então saía muito, eu tava muito na rua, eu até usava droga para dar uma congelada no meu emocional, para eu me suportar e tal. Eu quero viver como eu vivo hoje. Só não quero continuar sendo escravo da droga", declarou o ex-jogador, que também mostrou gratidão à Globo.

"Meu suporte atrás foi o meu trabalho. Tive apoio dos lados da minha família, meus pais de um lado e meus filhos do outro, os amigos, mas as minhas costas tavam apoiadas na TV Globo." 

Sobre o que sentia enquanto usuário, Casão disse que por ter sido atleta de ponta, treinando muito e com ótima resistência física, sempre achava que podia ir um além: "[usava] medicamentos junto com álcool, com cocaína, com droga injetável. Fazia essas misturas constantemente", recorda. 

terça-feira, 16 de abril de 2013

CORPO amputado querendo se recompor

 ERA PANCADA pra todo lado. Estava diante de um corredor polonês. Batiam com ódio, sem dó, nem piedade. E com gosto. Eu não os via. O capuz só me permitia ouvir os gritos de raiva. Comunista filho da puta! A cobra vai fumar! Eu sabia: caiu, o pau come. Eu caíra nas malhas da repressão. Existisse inferno, era ali. Agora, seria eu e eles, não havia choro, nem vela. Ou agüentava ou agüentava: não havia outra opção. O corredor polonês era só aperitivo, nem me incomodava, embora doesse pra burro, murros, pontapés, e ao final o corpo estava quase anestesiado. Fosse só isso e nada tirariam de mim, nada. Podia morrer na porrada com certa tranqüilidade. Mas, sabia que a tortura mesmo, vejam só que ironia, nem considerava aquilo tortura, a tortura mesmo viria logo em seguida, eu já esperava, e aí a coisa iria engrossar, teria que me preparar para o pior. E nos minutos da surra no corredor polonês eu tentava me fortalecer para o que viria a seguir… 
 
Procuradoria volta a denunciar torturadores
Rostos de militantes desaparecidos durante a ditadura.
Foto: Agência Brasil
Renato Afonso de Carvalho tinha apenas 21 anos naquele fevereiro de 1971, prestes a completar 22 anos no dia 12 de março. O corredor polonês dava-se no quartel da Barão de Mesquita, centro conhecido de torturas no Rio de Janeiro, onde o filho chorava e a mãe não via. Militante do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR), Renato Afonso tinha certeza de que jamais esqueceria o ano de 1970. Estar ali na Barão de Mesquita lhe era particularmente penoso. Sabia que ali fora morto Mário Alves, empalado, no início de 1970,  principal dirigente do BR, como se denominava o PCBR nos círculos de esquerda. Baiano, comunista desde a juventude, dirigente do Partido Comunista Brasileiro (PCB) por longo período, ao lado de Apolônio de Carvalho e Jacob Gorender, entre outros, Mário Alves funda o PCBR, em abril de 1968. A perda do dirigente Alves foi profundamente sentida por todos os militantes do BR.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

SEEDORF a la Garrincha


EVANGELHO do Domingo: Eles lançaram a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes

DEPOIS disso, Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim: Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Gêmeo, Natanael, de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos dele. Simão Pedro disse a eles: "Eu vou pescar". Eles disseram: "Nós vamos contigo". Saíram, entraram no barco, mas não pescaram nada naquela noite. Já de manhã, Jesus estava aí na praia, mas os discípulos não sabiam que era Jesus. Ele perguntou: "Filhinhos, tendes alguma coisa para comer?" Responderam: "Não". Ele lhes disse: "Lançai a rede à direita do barco e achareis". Eles lançaram a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes. Então, o discípulo que Jesus mais amava disse a Pedro: "É o Senhor!" Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu e arregaçou a túnica (pois estava nu) e lançou-se ao mar. Os outros discípulos vieram com o barco, arrastando as redes com os peixes. Na realidade, não estavam longe da terra, mas somente uns cem metros. Quando chegaram à terra, viram umas brasas preparadas, com peixe em cima e pão. Jesus disse-lhes: "Trazei alguns dos peixes que apanhastes" Então, Simão Pedro subiu e arrastou a rede para terra. Estava cheia de cento e cinquanta e três grandes peixes; e apesar de tantos peixes, a rede não se rasgou. Jesus disse-lhes: "Vinde comer". Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor. Jesus aproximou-se, tomou o pão e deu a eles. E fez a mesma coisa com o peixe. Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos. Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: "Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?" Pedro respondeu: "Sim, Senhor, tu sabes que te amo". Jesus lhe disse: "Cuida dos meus cordeiros". E disse-lhe, pela segunda vez: "Simão, filho de João, tu me amas?" Pedro respondeu: "Sim, Senhor, tu sabes que te amo". Jesus lhe disse: "Apascenta minhas ovelhas". Pela terceira vez, perguntou a Pedro: "Simão, filho de João, tu me amas?" Pedro ficou triste, porque lhe perguntou pela terceira vez se o amava. E respondeu: "Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que te amo". Jesus disse-lhe: "Cuida das minhas ovelhas. Em verdade, em verdade, te digo: "quando eras jovem, tu mesmo amarravas teu cinto e andavas por onde querias; quando, porém, fores velho, estenderás as mãos, e outro te amarrará pela cintura e te levará para onde não queres ir". (Disse isso para dar a entender com que morte Pedro iria glorificar a Deus.) E acrescentou: "Segue-me". (João 21, 1-19)
Salve Maria!
Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! 
(BODAS de Caná, em 13abr.2013)

sábado, 13 de abril de 2013

BLOGUE do Valentim há um ano: Remo tem o maior público da Copa do Brasil de 2012

REMO tem o maior público da Copa do Brasil 2012

Fenômeno azul em ação
COM público pagante de 23.449 torcedores (mais de 26 mil, com os credenciados), o jogo Remo x Bahia proporcionou arrecadação de R$ 340.409,00. É o maior público da Copa do Brasil 2012, superando os 22.184 pagantes da partida Independente x São Paulo, também no Mangueirão. Da renda total, o Remo ficou com R$ 237.429,54, já descontadas as despesas de R$ 102.979,46 no Mangueirão. O maior público do Leão nos últimos três anos ainda continua a ser o do dia 8 de abril de 2009, quando 40.846 expectadores assistiram a derrota do Remo para o Flamengo por 2 a 0, no Mangueirão, em jogo de ida da 2ª fase da Copa BR. (Foto: MÁRIO QUADROS/Bola)
Maior público na CB até agora
Peço desculpas aos diletos visitantes pela falta. É que a máquina está em conserto.
(Blog do Gerson Nogueira, Belém - PA, Brasil)
(BLOGUE do Valentim em 13abr.2012)

sexta-feira, 12 de abril de 2013

FUX é o Feliciano do Supremo

Por Paulo Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:

 
CHEGA-SE à verdade por vários caminhos, e nem sempre eles são os mais bonitos.

Mas isso não tira a importância deles. Uma paisagem feia pode levar a um belo destino.

É o caso das revelações de José Dirceu sobre seu encontro com o ministro Luiz Fux. Elas permitiram aos brasileiros saber como funcionam as coisas na hora de escolher alguém para o Supremo, e este conhecimento será a base das pressões que levarão a mudanças.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

ILUSÃO de ótica


Homem Cão...

Curtam >>>>> @[221069148007662:274:Ilusão de Ótica]
Curtam >>>>> @[372211259497702:274:"Frases e idéias"]

Homem Cão...


MÍDIA esconde processo contra Aécio

POR três votos a zero, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu, na semana passada, que o tucano Aécio Neves continua como réu na ação civil por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual. O ex-governador é investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde e pelo não cumprimento do piso constitucional de financiamento do sistema público de saúde entre 2003 e 2008. A mídia comercial, que adora um escândalo político, é tão seletiva que não deu qualquer destaque à decisão do TJMG.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

CARLA Vilhena é proibida de se despedir do público e sai chorando do ‘Bom Dia São Paulo’



Alice Maria, diretora geral da GloboNews, e os apresentadores Chico Pinheiro e Carla Vilhena/ Divulgação Globo


O último dia da apresentadora Carla Vilhena no comando do ‘Bom Dia São Paulo’ foi dramático


Segundo Daniel Castro, do 'R7', tudo começou quando a jornalista escreveu uma carta de despesdida ao público, na sexta-feira (5),  e foi proibida pela direção de jornalismo da Globo de ler seu texto.  Abalada, Carla não conseguiu terminar de apresentar o noticíário e, longe das câmares, teria chorado muito.

Substituída às pressas por uma moça do tempo, a âncora deixou o programa sem levar seus pertences e com a ajuda de funcionários da emissora.

A jornalista ocupou a bancada do ‘Bom Dia São Paulo’ por três anos e, agora, foi escalada pela Globo para ser repórter do ‘Fantástico’. O ex-correspondente em Nova Iorque, Rodrigo Bocardi, será seu substituto. (Yahoo)

BLOGUE do Valentim há um ano: Trabalho submerso

(Impresiones, Espanha)
 
(BLOGUE do Valentim em 08abr.2012)

sábado, 6 de abril de 2013

EVANGELHO do Domingo: "A paz esteja convosco"

AO ANOITECER daquele dia, o primeiro da semana, os discípulos estavam reunidos, com as portas fechadas por medo dos judeus. Jesus entrou e pôs-se no meio deles. Disse: "A paz esteja convosco". Dito isso, mostrou-lhe as mãos e o lado. Os discípulos, então, se alegraram por verem o Senhor. Jesus disse, de novo: "A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou também eu vos envio". Então, soprou sobre eles e falou: "Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, lhes serão retidos". Tomé, chamado Gêmeo, que era um dos Doze, não estava com eles quando Jesus veio. Os outros discípulos contaram-lhe: "Nós vimos o Senhor!" Mas Tomé disse: "Se eu não vir a marca dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos, se eu não puser a mão no seu lado, não acreditarei". Oito dias depois, os discípulos encontravam-se reunidos na casa, e Tomé estava com eles. Estando as portas fechadas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: "A paz esteja convosco". Depois disse a Tomé: "Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado e não sejas incrédulo, mas crê!" Tomé respondeu: "Meu Senhor e meu Deus!" Jesus lhe disse: "Creste por que me viste? Bem-aventurados os que não viram, e creram!" Jesus fez diante dos discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome. (João 20, 19-31)

Salve Maria!

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
(BODAS de Caná, Dois Vizinhos - PR, Brasil)

quinta-feira, 4 de abril de 2013

MAURO Santayana: Forjemos nossas armas



O GOVERNO da Presidente Dilma Roussef decidiu alterar as leis sobre a indústria bélica e editar normas para a política de defesa, que incentivam a produção nacional de armas e o desenvolvimento de processos tecnológicos autônomos. Os nossos leitores habituais devem recordar-se de matéria sobre o assunto que publicamos neste mesmo Jornal do Brasil sobre o tema em 16 de agosto do ano passado. No texto, citávamos a dramática advertência do general Maynard Santa Rosa: em caso de agressão estrangeira, só dispomos de munição para uma hora de resistência. 

quarta-feira, 3 de abril de 2013

A CHINELA turca (Machado de Assis)

VEDE o bacharel Duarte. Acaba de compor o mais teso e correto laço de gravata que apareceu naquele ano de 1850, e anunciam-lhe a visita do major Lopo Alves. Notai que é de noite, e passa de nove horas. Duarte estremeceu, e tinha duas razões para isso. A primeira era ser o major, em qualquer ocasião, um dos mais enfadonhos sujeitos do tempo. A segunda é que ele preparava-se justamente para ir ver, em um baile, os mais finos cabelos loiros e os mais pensativos olhos azuis que este nosso clima, tão avaro deles, produzira. Datava de uma semana aquele namoro. Seu coração deixando-se prender entre duas valsas, confiou aos olhos, que eram castanhos, uma declaração em regra, que eles pontualmente transmitiram à moça, dez minutos antes da ceia, recebendo favorável resposta logo depois do chocolate. Três dias depois, estava a caminho a primeira carta, e pelo jeito que levavam as coisas não era de admirar que, antes do fim do ano, estivessem ambos a caminho da igreja. Nestas circunstâncias, a chegada de Lopo Alves era uma verdadeira calamidade. Velho amigo da família, companheiro de seu finado pai no exército, tinha jus o major a todos os respeitos. Impossível despedi-lo ou tratá-lo com frieza. Havia felizmente uma circunstância atenuante; o major era aparentado com Cecília, a moça dos olhos azuis; em caso de necessidade, era um voto seguro.

PERDESTE a chance de ficar calado, Leonardo Moura


e vc tem orgulho de ser paraense e dizer que ama o flamengo ¿
só lamento por você, olha o que os cariocas acham de vocês.

Pra cima dele Clube do Remo
Querias ficar famoso?

REMO e Flamengo compartilham ídolos

O jogo é hoje, 3 de abril
EMBORA não se possa chamar o Re-Fla de clássico com a mesma segurança que se chama um Re-Pa ou um Fla-Flu, a verdade é que as duas agremiações compartilham com um pequeno histórico de atletas que brilharam com as duas camisas. Vários foram os jogadores que começaram em um clube e brilharam no outro e vice-versa, mas alguns conseguiram um feito ainda maior que é ser ídolo nos dois clubes.

É o caso de três atletas. O goleiro maranhense Clemer, após uma vida cigana por clubes de diversas regiões do país, descobriu o que era regularidade atuando pelo Clube do Remo. Titular nas conquistas do Parazão 94 e 95, o bom desempenho de Clemer com a camisa azulina rendeu convites para jogar no Goiás e na Portuguesa de onde se transferiu para o Flamengo. Na Gávea, seria titular durante quase cinco anos, onde conquistou três campeonatos cariocas e o título da Copa Mercosul.

VIVA o agricultor!

http://www.youtube.com/watch?v=aNVBf0lyGWw
Não precisa nem comentar!

REMO vs. Flamengo é hoje

É AMANHÃ!!! #BoraLeão...


Arte: Kiko Ferreira