quinta-feira, 31 de outubro de 2013

ESPIONAGEM norte-americana!


quarta-feira, 30 de outubro de 2013

HERRERA, atacante argentino, é pretendido pelo Remo

Vice-presidente do clube confirmou interesse em contar com o atacante argentino para temporada 2014


O ATACANTE Herrera pode estar próximo de voltar ao futebol brasileiro. Pelo menos é essa a intenção do Remo para a temporada 2014. Em entrevista ao portal ORM, de Belém, o vice-presidente do clube, Henrique Custódio, confirmou o interesse no argentino.

"Não existe nada certo ainda. Fizemos contato com o atleta e estamos negociando, mas vamos ficar na negociação com quatro a cinco jogadores de fora. Este jogador escolhido virá com salário diferenciado", disse.

Herrera deixou o Brasil em 2010 - quando foi campeão e artilheiro do Campeonato Carioca pelo Botafogo rumo ao futebol árabe. O atacante, de 30 anos, teve passagens vitoriosas pelo Grêmio e o Corinthians, conquistando o campeonato gaúcho e a série B, respectivamente. (Esporte Interativo)

BRICS planeja nova Internet a salvo de espionagem


El grupo BRICS planea una nueva Internet a salvo de la NSA

CON el espionaje estadounidense en la Web completamente fuera de control, ni siquiera aquellos países que se consideraban aliados están a salvo. Si Internet en general se encuentra tan comprometida, una solución sería desarrollar una Internet paralela, y eso es lo que planea el grupo BRICS.

Hace aproximadamente una semana, la canciller alemana Angela Merkel le preguntó al presidente Barack Obama si sus agencias estaban escuchando todo lo que entraba y salía de su teléfono móvil. Como era de esperarse, Obama respondió negativamente, aunque… eso sería “ahora”. Una nueva serie de documentos revelados por la revista de noticias Der Spiegel indica que el gobierno estadounidense monitoreó el dispositivo de la mandataria alemana por más de diez años, comenzando en 2002. Incluso el número del Nokia 6260 Slide que usó Merkel antes de pasar a un BlackBerry Z10 aparece en documentos filtrados de la NSA. A esto se suman acusaciones de espionaje en Francia, Brasil y México, sin mencionar la detención ilegal del presidente boliviano Evo Morales en julio pasado, cuando se sospechó de que llevaba a Edward Snowden en su avión. Si la NSA tiene acceso a todo lo que está pasando en la Web, probablemente sea la hora de crear una red alternativa, fuera de su alcance.

El grupo BRICS planea una nueva Internet a salvo de la NSA

terça-feira, 29 de outubro de 2013

E O PRECONCEITO continua...

Diretamente do Facebook!

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

ESTA caiu no ENEM 2013: A preguiça é...

A preguiça é a mãe de todos os vícios, mas uma mãe é uma mãe e é preciso respeitá-la, pronto
A preguiça é a mãe de todos os vícios, mas uma mãe é uma mãe e é preciso respeitá-la, pronto!




Nessa charge, o recurso morfossintático que colabora para o efeito de humor está indicado pelo(a)

a) emprego de uma oração adversativa, que orienta a quebra da expectativa ao final.
b) uso de conjunção aditiva, que cria uma relação de causa e efeito entre as ações.
c) retomada do substantivo "mãe", que desfaz a ambiguidade dos sentidos a ele atribuídos.
d) utilização da forma pronominal "la", que reflete um tratamento formal do filho em relação à "mãe".
e) repetição da forma verbal "é", que reforça a relação de adição existente entre as orações.

(Questão 119 do caderno azul - ENEM 2013)

O CLUBE do Remo dos arquivos do azulino Rocildo Oliveira

Dois timaços do Remo da década de 1970

REVIRANDO o passado, coisa que realmente eu gosto de fazer, especialmente quando o assunto pautado é o futebol, encontrei essa relíquia. Um poster do clube do Remo, datado do dia 22out.1972. Nesse dia, 41 anos atrás, as 17:00 horas o Mais Querido entrou no gramado do Evandro Almeida para dar combate ao Santa Cruz pernambucano, e com uma atuação empolgante, o Leão Azul, venceu a peleja por 4 x 0, com tentos marcados por Roberto o Diabo Loiro, aos 28 minutos do primeiro tempo, Caito, o catimbeiro, aos 43 do primeiro tempo, Copeu aos 18 do segundo tempo fez 3 x 0, e o lateral Louro do Santa, marcou contra aos 21 minutos do segundo tempo.
O Remo jogou e venceu com Dico (Luiz Fernando); Aranha,Mendes,Dutra e Cuca; Tito e Hertz; Copeu (Dionísio), Roberto,Caito e Peri. Técnico João Avelino. Santa Cruz com Gilberto; Cabral, Sapatão, Paulo Ricardo e Louro; Givanildo, Luciano, Betinho (Ramon); Hamilton Rocha, Jair Pereira e Fernando Santana. Técnico Evaristo Macedo. Infelizmente o público na época não era divulgado, porém a renda somou CR$ 58.017,00 cruzeiros, que era a moeda da época. 
Conta-nos o torcedor azulino Rocildo Oliveira, via Facebook. De fato, o Remo da época era um timaço. Recordar é viver, completa Rocildo.

Na foto abaixo, vemos um outro timaço, o Clube do Remo de 1976.



Equipe do Clube do Remo em 1976, diretamente do acervo particular do azulino Rocildo Oliveira
 (via Facebook)

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

RABINDRANATH Tagore

©  RABINDRANATH TAGORE by WALTER TOSCANO
Second place in/Segundo lugar en Caricaturama Showdown 3000.
Visit my fan page/Visite mi página: http://www.facebook.com/WalterToscanoArtista?fref=ts
See more in/Vea más en: http://wtoscano.blogspot.com/
Traditional media/Técnica tradicional. 2013.
Do Facebook, por Waldez Duarte e J. Bosco
Por Walter Toscano

OS 20 ESCUDOS mais bonitos do futebol mundial, segundo um site estadunidense. Você concorda?

Três times brasileiros aparecem na lista 


APÓS divulgar as 10 camisas mais belas desta temporada, o site norte-americano Bleacher Report volta com um novo levantamento: dos escudos mais bonitos do mundo.



Os critérios utilizados pelo site são um tanto quanto controversos. Enquanto uns figuram pela simplicidade, outros conquistaram um lugar no ranking pela presença de animais exóticos em seus desenhos. Entre os vinte primeiros colocados, três brasileiros: Corinthians (20º), Botafogo (18º) e Vasco (10º).



Apesar de não concordarmos com a grande maioria, principalmente com a liderança, eis os 20 escudos escolhidos pelo Bleacher Report:



20) Corinthians



19) Liverpool



18) Botafogo


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

PELÉ 73 anos: dia 23 de outubro é o Natal do Futebol!

Milton Neves
Foto: In My Ear

DIA 23 de outubro é o Natal do futebol no mundo. 

 
E Pelé chega aos 73 anos goleando em imortalidade e fotos até mesmo os presidentes americanos e os papas de plantão no Vaticano. 
Afinal, quem é que não tem um “retrato” ao lado do Rei?

É que Papa morre ou fica velho e sai.

Presidente americano morre, perde eleição ou cumpre oito anos e sai.

Já Pelé não morre e não sai nunca.

Falar mais do maior jogador de futebol de todos os tempos seria redundância, já que ele é uma referência para qualquer pessoa que se interesse por esporte, independentemente de idade, sexo, time ou nacionalidade.

REMO e Criciúma: é hoje!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

CBF suspende estádio do Paysandú por 30 dias, passando o time paraense a mandar seus jogos no Estádio Olímpico Edgar Proença


Assim, o confronto diante do ABC, que acontece nesta terça-feira, a partir das 19h30 (horário de Brasília), será no Estádio Olímpico


Por Belém

Paysandu x Avaí, confusão carro quebrado (Foto: Paulo Akira/O Liberal)
Incidentes no jogo entre Paysandu e Avaí levaram CBF a interditar a Curuzu (Foto: Paulo Akira/O Liberal)

A CONFEDERAÇÃO Brasileira de Futebol (CBF) suspendeu o Estádio da Curuzu por 30 dias após os incidentes registrados na partida contra o Avaí, na última sexta-feira, quando torcedores do Papão se revoltaram com a derrota por 2 a 0, e soltaram bombas e jogaram pedras em direção ao gramado de jogo. Assim, o confronto diante do ABC, que acontece nesta terça-feira, a partir das 19h30 (horário de Brasília), será no Estádio Mangueirão.

REMO ou Paysandú, quem venceu mais como visitante no campeonato brasileiro de futebol?

Leão ou Papão, quem venceu mais como visitante no Brasileiro?

O REMO tem 39 participações no Campeonato Brasileiro (14 na 1ª, 21 na 2ª, 2 na 3ª e 2 na 4ª divisão), fazendo 306 jogos como visitante e vencendo 58* (16%), perdendo 171 e empatando 79. O Paysandu tem 40 participações (20 na 1ª, 13 na 2ª, 07 na 3ª divisão, com 364 jogos como visitante, vencendo 36 (9,9%), perdendo 215 e empatando 113. Os dados aqui explorados são da WSC, empresa que presta serviço à Rede Globo, Enciclopédia do Futebol Paraense (pesquisador Ferreira da Costa) e Na Grande Área (site da agência Futebol Interior).

O Papão está penando na atual Série B por ser o único time do campeonato que ainda não venceu como visitante. Tem 12 derrotas e 3 empates. A raridade das vitórias de Leão e Papão fora de casa (quadro abaixo), em quatro décadas de Campeonato Brasileiro, vale uma reflexão. Por que nossos principais clubes são tão vulneráveis em território inimigo? Essa pergunta deve provocar as mais diferentes respostas. Tenho uma resposta para cada época. Até os anos 80, quando não havia tanta rotatividade de jogadores e os times tinham base duradoura, os talentos individuais eram mais decisivos. Assim, os grandes clubes eram soberanos. A partir dos anos 90, com a intensa rotatividade de jogadores, nossos clubes caíram no pecado elementar de formar seus times dentro do campeonato, sob a pressão emocional da luta contra rebaixamento, abusando da importação de jogadores descompromissados e incompetentes. Pelas duas razões, nas duas épocas, o mesmo desempenho pífio. Essa contextualização histórica sugere reflexão dos cartolas para planejamentos futuros, em nome de menor gastança e melhores resultados.

58 vitórias do Remo como visitante:

1972 = 1 x 0 no ABC/RN *
1973 = 1 x 0 na Desportiva/ES
1975 = 2 x 1 no Flamengo/RJ
1977 = 1 x 0 no América Mineiro; 2 x 0 no Nacional/AM
1978 = 2 a 0 no Goitacaz/RJ;* 3 x 0 no Fast Club/AM; 2 x 0 no Vila Nova/MG
1980 = 1 x 0 no Operário/MS; 1 x 0 na Portuguesa de Desportos/SP
1981 = 1 x 0 no Maranhão
1983 = 1 x 0 no Ceará
1984 = 2 x 1 no Maranhão
1985 = 2 x 0 no Sergipe; 2 x 0 no Flamengo/PI
1989 = 2 x 0 no Maranhão
1990 = 1 x 0 no Treze/PB; 3 x 1 no Santa Cruz/PE
1991 = 1 x 0 no Rio Branco/AC; 1 x 0 no Maranhão; 3 x 1 no Rio Negro/AM
1992 = 2 x 0 no Taguatinga/DF; 1 x 0 no Confiança/SE; 2 x 1 no Itaperuna/RJ; 2 x 1 no Americano/RJ; 2 x 0 no Fortaleza
1993 = 2 x 1 no Goiás
1994 = 1 x 0 no Cruzeiro/MG; 1 x 0 no Náutico/PE; 1 x 0 no Vitória/BA; 5 x 1 no Cruzeiro/MG
1995 = 1 x 0 no Moto Clube; 2 x 0 no Ceará
1996 = 4 x 0 no Ceará; 2 x 1 no Joinville/SC
1998 = 3 x 0 no Londrina/PR; 1 x 0 no Atlético Goianiense; 2 x 1 no Náutico/PE
1999 = 2 x 1 no CRB/AL
2000 = 2 x 1 no River/PI; 2 x 0 no Náutico/PE; 2 x 1 no Ceará
2001 = 2 x 1 no Fortaleza; 2 x 1 no Sergipe
2002 = 2 x 1 no Vila Nova/GO
2003 = 1 x 0 no Marília/SP; 3 x 1 no Gama/DF; 3 x 1 no Londrina/PR
2004 = 1 x 0 na Anapolina/GO
2005 = 2 x 0 no Nacional/AM; 2 x 1 no Novo Hamburgo/RS
2006 = 2 x 1 no Vila Nova/GO; 1 x 0 no Guarani/SP
2007 = 3 x 2 no Avaí/SC
2008 = 1 x 0 no Progresso/RR; 2 x 1 no Luverdense/MT
2012 = 2 x 1 no Náutico/RR; 3 x 2 no Atlético/AC.

sábado, 19 de outubro de 2013

NOITE de confusão em Belém


Torcida do Paysandu fez com que duelo contra time catarinense acabasse dez minutos antes do final


A SEXTA-FEIRA foi quente na Série B do Campeonato Brasileiro, tanto dentro quanto fora de campo na abertura da 31ª rodada. Se fora das quatro linhas, a torcida do Paysandu deu vexame, brigou com a polícia e fez com que a partida contra o Avaí fosse encerrada dez minutos antes do final, dentro delas o time catarinense conseguiu um grande resultado e vai dormir no G4, enquanto o ASA quebrou um jejum de doze jogos. No jogo das 21h50, ceará e América-MG empatarame perderam a chance de entrarem no G4.

Que feio...

O Avaí vai dormir dentro do G4 . Em jogo tenso, na noite desta sexta-feira, o time catarinense derrotou o Paysandu, por 2 a 0, no Estádio da Curuzu, em Belém, aproveitou que o Paraná só entra em campo na terça-feira, e voltou ao grupo dos quatro primeiros colocados. A partida foi encerrada aos 35 minutos do segundo tempo por causa da confusão dos torcedores.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

CHICO Buarque

por Paulo Nogueira no Diário do Centro do Mundo

“NOS anos 70 a TV Globo me proibiu. Foi além da Censura, proibiu por conta própria imagens minhas e qualquer menção ao meu nome. Amanhã a TV Globo pode querer me homenagear. Buscará nos arquivos as minhas imagens mais bonitas. Escolherá as melhores cantoras para cantar minhas músicas. Vai precisar da minha autorização. Se eu não der, serei eu o censor.”

Aplausos de pé para Chico Buarque. Num artigo publicado pelo Globo Chico trouxe luz, e a dose necessária de complexidade, para um assunto que está sendo debatido de forma simplista, maniqueísta e tola. O trecho em itálico com o qual se inicia este artigo é o fecho do texto de Chico.

domingo, 13 de outubro de 2013

FELIZ Círio de Nossa Senhora de Nazaré (foto: Marly Araújo, via Facebook)



FUTEBOL: Qual é a maior torcida do Pará?

Isso eu já sabia!


Por Vinícius Paiva 

UMA das principais controvérsias envolvendo a construção das arenas da Copa do Mundo reside na escolha da representante para o Norte do Brasil. Manaus, com vocação turística e encravada no coração da Floresta Amazônica, foi selecionada. Mas muitos alegam que o legado (na figura de um imponente estádio) deveria colocar a vocação esportiva acima do turismo. São as vozes que defendiam Belém como a melhor opção. Ao menos no tocante à paixão e à existência de fortes torcidas locais, os adeptos desta corrente estavam cobertos de razão. É com inenarrável satisfação que apresentamos mais um resultado da parceria do Blog Teoria dos Jogos com o Instituto GPP: eis os números do Pará, importante reduto futebolístico brasileiro, até então desconhecido quanto à sua configuração de torcidas:
Fig-012 (1)
Remo é o segundo no coração dos paraenses, ficando depois do Flamengo - RJ
A existência de clubes locais parece não ser barreira para a avassaladora presença da torcida do Flamengo no Norte do Brasil. O rubro-negro lidera as preferências paraenses com 26,9% da população total, quase o dobro do segundo colocado. Se é que se pode falar em “segundo colocado” mediante o incrível empate técnico envolvendo Remo (14,5%) e Paissandu (14%). O Corinthians mostra força (9,7%) ao deixar para trás a tradicional torcida do Vasco da Gama (6,3%). E o São Paulo (4,6%) se vê representado, junto a Palmeiras(3,4%), Santos (1,8%) e Botafogo (1,7%).

O percentual atingido pela dupla Re-Pa é um oásis em termos de Região Norte. O único paralelo se daria em estados nordestinos com clubes locais fortes, como Pernambuco e Ceará. E mais: considerando os quase 8 milhões de habitantes estimados para o estado em 2013 (dados do IBGE), significa que Remo e Paissandu possuem mais de um milhão de torcedores cada. Patamar possivelmente superado apenas por Sport e Bahia em todo o Norte-Nordeste. Um verdadeiro colosso.
Agora, uma novidade: a divisão dos números entre Belém e o interior do Pará:
Fig-022
Tanto na RMB como interior, Clube do Remo está na frente do Paysandú
A região metropolitana, como não poderia deixar de ser, é o principal reduto de Remo (30,5%) e Paissandu (27,8%). Mas não significa que ambos desapareçam no interior, pelo contrário. Marcando respectivamente, 8,2% e 8,6%, a dupla da capital denota ascendência nada desprezível sobre a população do estado. O interior, a propósito, é amplamente flamenguista (33,9%). Se dependesse da força rubro-negra em Belém, o Flamengo se sairia mal. Por lá, Nação apresenta o mesmo tamanho da Fiel corintiana (9,6%), torcida que apresenta incrível estabilidade na distribuição capital-interior. Outro que se salva no interior é o Vasco, já que todos os paulistas o superam em Belém. Destaque final para a ausência de citações à Tuna Luso, tradicional equipe paraense.
Fig-03

Praticamente todas as torcidas crescem em meio aos homens, menos a do Corinthians – situação recorrente nas pesquisas publicadas em 2013. Outra recorrência é o crescimento corintiano entre jovens: o clube sai de míseros 1,8% em idade avançada para 17,4% abaixo de 24 anos. Neste patamar, apenas o Flamengo oferece resistência: embora de maneira menos vigorosa, o rubro-negro também cresce a 33,2%. Remo e Paissandu se enfraquecem – especialmente o Papão, que dominava o Pará no passado (38,9% acima de 60 anos). Ao caírem para níveis inferiores a 8%, os locais perdem espaço para os ascendentes Vasco, São Paulo e Palmeiras.

Por nível de instrução e renda:
Fig-04

Fig-05

Remo e Paissandu colam no Flamengo entre pessoas com maior nível de instrução. A torcida do Santos também avança à medida com que aumentam os anos de estudo. Por renda, o Flamengo amplia a liderança entre os que auferem mais de 5 salários mínimos, em direção oposta à maior parte da concorrência.

Diante do exposto, é incrível a penúria em que vivem os clubes do Pará – especialmente o Remo, excluído até da Série D do Brasileirão. A falta de visibilidade faz com que estes clubes angariem patrocínios na casa dos R$ 100 mil mensais, equivalentes a equipes de menor expressão no Rio ou em São Paulo. A demanda reprimida remista – quase sem partidas oficiais no segundo semestre – levou nada menos que 23.294 torcedores ao Mangueirão numa partida sub-20 contra o Flamengo, há apenas duas semanas. Na ocasião, o médico do Flamengo prestou atendimento a um atleta do Remo pois não havia médicos no quadro de funcionários do azulino. A solução de tantos problemas deveria passar, inequivocamente, pela enorme paixão alimentada pelos paraenses ao futebol. (Blog Teoria dos Jogos e Gerson Nogueira)


quinta-feira, 10 de outubro de 2013

COM MANGUEIRÃO, Remo desbanca favoritos e mata carência de massa fanática

Terra
Remo celebra o título da Copa Norte Sub-20 antes de fazer bonito também na Copa do Brasil (Foto: Divulgação)


Por Dassler Marques
SEM ter time para torcer nas competições oficiais do segundo semestre, a fanática torcida do Remo abraçou os meninos juniores e certamente não se arrependeu. A grande história da Copa do Brasil Sub-20 até o momento é contada pelos garotos remistas que já estão nas quartas de final. Na noite de terça-feira, em Macaé, o Flamengo venceu por 2 a 0, derrota que teve sabor adocicado aos paraenses que atuaram por 60 minutos com um a menos e se classificaram. 
A classificação foi construída no jogo de ida, no Mangueirão e diante do impressionante público de 25 mil torcedores. Empurrado pela massa, o Remo venceu por 3 a 0 e conseguiu sua segunda façanha dentro da competição. Na primeira fase, com público similar, os remistas empataram por 1 a 1 contra o atual campeão Vitória. Valentes, foram até Salvador e buscaram a vaga com vitória por 2 a 1.
No aguardo por Criciúma ou Cruzeiro nas quartas de final, o Remo já havia caído nas graças de seu torcedor antes mesmo da Copa do Brasil Sub-20 ao conquistar, de maneira surpreendente, a Copa Norte Sub-20. Por desistência do Rondônia, a equipe remista entrou na competição graças a um convite e caminhou até o título contra o Holanda-AM. Era o indício de um time forte que foi aperfeiçoado. 
A Copa Norte Sub-20 serviu para o Remo se reforçar com nomes do Santos-AP, do JV Liberal-MA e do próprio Holanda-AM. João Neto assumiu o time Sub-17 e deu lugar a Valter Lima, que era coordenador. A torcida, empolgada e carente da camisa azulina, comprou a Copa do Brasil como um sonho que não era impossível. Graças a destaques como o zagueiro Yan (94), o lateral esquerdo Alex Ruan (93), o meia Rodrigo (95) e o atacante Jayme (93), um sonho que aos poucos se torna possível. 


Agradecimentos: Carlos Ferreira

terça-feira, 8 de outubro de 2013

BLOG do Paulinho: A luta de Popó contra as “pirâmides”

piramides

ACELINO “Popó” Freitas, campeão mundial de Boxe, enfrentará, nos próximos meses, uma luta que promete ser tão difícil quanto seus combates mais famosos no pugilismo.

MARINA Silva e o chavismo


QUE Marina quis, exatamente, dizer com “chavismo”?
Bem, coisa boa não foi. Chávez foi usado por ela mais ou menos como Zé Dirceu por Serra num debate com Haddad na disputa pela prefeitura de São Paulo.



“Você é amigo do Dirceu, não é?”, perguntou Serra, uma, duas vezes. Ele parecia achar que o eleitor de São Paulo é um fundamentalista cujo Corão é a Veja. Deu no que deu a estratégia de Serra para derrubar Haddad à base de uma amizade.



Marina demonizar Hugo Chávez é algo que diminui não a ele, que já entrou na história como um homem que não se conformou em ver seu país ser tratado como quintal pelos Estados Unidos e mudou isso com abnegação, sacrifícios e colossal integridade.


sexta-feira, 4 de outubro de 2013

ESPAÇO Aberto: O Remo, esse time que incendeia paixões


COM todo o respeito aos adversários, mas  o pessoal aqui da redação, formado apenas e tão somente por remistas - do coração - e quem pede um registro.

Um singelo, mas enternecedor, apaixonado e sincero, como também verdadeiro, registro.
Um registro sobre o Remo.

O Remo que não tem série, diga-se logo.
E aí?

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

REMO 3, Flamengo 0, ontem em Belém, com público recorde em competições de futebol sub20


FIQUEI muito feliz pela resposta dada pelo Planeta Azul Marinho, que bateu Record Nacional em uma competição Sub 20 e no Mundo. Eu ainda não soube que algum Clube tivesse colocado toda essa "Massa" no Estádio.

Renda: R$ 228.226
Público pagante: 23.294
Não pagantes: 1.736
Público total: 25.030

Falar sobre a partida, é simples pelo fato do Remo em 90 minutos dá pressão e não deixou o Flamengo andar em campo, marcação com 2 linhas de 4 e na saída de bola, dominando o meio campo partindo em bloco para o ataque, marcação compactada em todos os setores e posicionamento ofensivo nos contra a ataques com toque de bola provocando o erro do adversário e acima de tudo aplicação e fome de bola com vibração dos jogadores vestindo a camisa como a sua segunda pele, comprometidos e honrando a torcida pela causa maior o Clube do Remo que mais do que nunca é conhecido como "O Filho da Glória e do Triunfo".


Placar de 3x0 para o Remo foi pouco pela as oportunidades do inicio ao fim do jogo, resultado moral na verdade era no mínimo de 5 à 6 que na minha visão já acabava totalmente com as possibilidades do Urubu que no jogo de volta no dia 8 em Duque de Caxias no RJ, terá que vencer por 4x0 para alcançar classificação ou 3x0 para as penalidades. Remo tem a vantagem a seu favor o empate e até 2x0 para carimbar a vaga na 3º fase da Copa do Brasil Sub 20.

Conhecendo o Técnico Walter Lima, os pés no chão serão sempre mantidos e o foco na pegada sem dar espaço para vaidades e " já ganhou", pelo ao contrário a inteligência é aplicada com a mentalização de superação, que se tornou uma das principais características desse trabalho com muito sacrifício no dia a dia do Baenão.

Endoida Leão !
(Nelson Torres, via Facebook)

MUITO bom, Leão!