quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

FELIZ ano novo!


SÃO OS votos de ANTONIO Valentim e família a todos os amigos e visitantes deste humilde blogue. Feliz ano de 2015!

domingo, 28 de dezembro de 2014

ADEUS, meu pai e meu sogro!







O Sr. Osmar Kleinibig deixou-nos hoje, 28dez.2014. Esteja com Deus, meu amigo, irmão, pai e sogro. Até um dia!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

FELIZ Natal!










E QUE O MENINO JESUS, o nosso aniversariante, renasça a cada dia no nosso coração. É a singela e sincera mensagem do BLOGUE do Valentim a todos os seus amigos.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

EU QUERIA ter uma filha assim!


ERA o ano de 2001. Pela primeira vez a FAB abre o Curso de Formação de Sargentos da Escola de Especialistas de Aeronáutica para jovens do sexo feminino, as turmas mistas, cuja matrícul. Veio o primeiro concurso e bateste na trave. Não deu. Muitos desistiriam, mas tu não, honrando a valentia da família Moreira; isso provou a tua tenacidade, e o tropeço no primeiro obstáculo não seria razão para desistência. Somente os fracos ficam pelo meio do caminho e os covardes nem tentam.

Viria o segundo concurso, e, se fosse preciso, o terceiro. Não, não foi necessário o terceiro. Neste mesmo segundo curso de turmas mistas, teu esforço foi premiado. Toda a aplicação e determinação nos estudos regulares do Colégio Rego Barros não foram em vão. 

Chegando à Escola, e os primeiros dias tudo era novidade para aquela jovem humilde de apenas 19 anos. Estavas lá, na mesma Escola para onde um dia teu pai partiu, 25 anos atrás, e cruzou o portão das armas naquele ônibus da "Pássaro Marrom", naquela noite fria de agosto de 1977. Viriam então toda a exaustiva rotina dessa escola militar, lugar em que a tecnologia se aliaria ao treinamento físico; Berço dos Especialistas,  em que as experiências de laboratório se revezariam com os exercícios de campanha e de formação básica militar. A cada dia uma batalha, e foram tantas e tantas. Tu o sabes, teu pai - que pisou o mesmo solo daquele pátio - o sabe também.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

domingo, 21 de dezembro de 2014

EVANGELHO do Domingo

A Anunciação

O ANJO Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem prometida em casamento a um homem de nome José, da casa de Davi. A virgem se chamava Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: "Alegra-te, cheia de graça! O Senhor está contigo". Ela perturbou-se com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse: "Não tenhas medo, Maria! Encontraste graça junto a Deus. Conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande; será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai. Ele reinará para sempre sobre a descendência de Jacó, e o seu reino não terá fim". 
Maria perguntou ao anjo: "Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?"
O anjo respondeu: "O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível". Maria, então, disse: "Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!" E o anjo retirou-se.  (Lc 1, 26-38)

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

BLOGUE do Valentim há mais de um ano!

Meu celular, minha vida!


Por Frei Betto, no sítio da Adital:


HÁ UMA nova doença nos anais da medicina: a nomofobia, o medo de ficar sem celular. O termo foi cunhado no Reino Unido, e deriva de "no mobile phobia”. O fato é óbvio: para qualquer lugar que se olhe, as pessoas estão atentas ao celular – rua, restaurante, local de trabalho, ônibus, metrô, escola, e até igreja.

Não sem razão, a revista Forbes considerou o mexicano Carlos Slim, em 2013, pela quarta vez consecutiva, o homem mais rico do mundo, com uma fortuna calculada em 73 bilhões de dólares. Com negócios na área de comunicação em vários países, no Brasil ele controla a Globopar (Net), a Claro e a Embratel.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

MAIS OUTRA grande vitória!

Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica forma 189 novos oficiais da FAB


O CENTRO de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR) realizou nesta sexta-feira (12dez.), a Solenidade Militar de Entrega de Espadas aos novos oficiais da Força Aérea Brasileira, oriundos do Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE 2013) – Turma Antares – e do Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF 2014) – Turma Sigma, ambos voltados para Sargentos e Suboficiais do efetivo da Aeronáutica.

Ao todo, 189 novos Segundos-Tenentes receberam a espada, símbolo do oficialato nas Forças Armadas, e prestaram o compromisso perante a Bandeira Nacional, num ato que simboliza o juramento de bem cumprir os deveres inerentes à carreira do oficial. A cerimônia contou com a presença do Diretor-Geral de Ensino, Tenente-Brigadeiro do Ar Dirceu Tondolo Nôro, que presidiu a solenidade militar.

A primeira colocada da turma Antares, Tenente Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Charlene Roberta da Silva Moreira Aieta, e o Tenente Especialista em Aeronaves Anderson Costa dos Santos, primeiro colocado da turma Sigma, receberam os Prêmios Força Aérea Brasileira e Honra ao Mérito do Ministério da Defesa que são concedidos aos alunos primeiros colocados nas escolas de formação de oficiais.

"O Curso de Formação de Oficiais Especialistas representou a árdua preparação para o oficialato, foram dois longos anos de intenso estudo e aprimoramento, mas o apoio dos familiares, a determinação individual e o apego a Deus foram fatores fundamentais para vencer os desafios. Para mim, as bênçãos foram ainda maiores! Fazer parte da primeira turma mista de oficiais especialistas e lograr a primeira colocação dentre 48 homens e apenas 4 mulheres fez minha vitória pessoal virar símbolo da representatividade e importância da mulher na FAB", comenta a Tenente Charlene.



“O Estágio de Adaptação ao Oficialato é uma grande oportunidade que o Comando da Aeronáutica proporciona a nós. A grade curricular, contendo disciplinas do campo ético, legal, militar, moral e prático, propicia aos estagiários fundamentos para exercer as novas tarefas como oficial. Ser o primeiro colocado da Turma Sigma, além de ser uma honra, foi o reconhecimento de um esforço a mais, haja vista o alto nível da turma. No entanto, essa vitória só foi possível com dedicação, empenho e renúncia, atributos que se esperam de um oficial da Força Aérea Brasileira”, diz o Tenente Anderson.

O que é o CFOE e o EAOF


Para cursar o CFOE, que tem duração de dois anos, o militar da ativa deve ser aprovado no exame de seleção, e possuir, entre outros pré-requisitos, no mínimo oito anos de serviço no Quadro de Suboficiais e Sargentos. Já para o EAOF, podem participar Sargentos e Suboficiais que possuem Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos e que foram aprovados no exame de seleção. Neste ano, 137 militares concluíram o estágio, que dura cerca de 14 semanas.

Durante o período de adaptação no CIAAR, os formandos receberam instruções sobre Regulamentos e Conduta Militares, Armamento, Segurança no Trabalho, Gestão de Pessoas, Chefia e Liderança, Direito Humanitário Internacional, entre outras instruções especificas de cada área, tornando-os aptos para o exercício da chefia na área técnica. Os alunos do CFOE, também realizaram o Curso Superior de Tecnologia, reconhecido pelo Ministério da Educação, na especialidade cursada. Durante a carreira, os oficiais oriundos do CFOE podem chegar ao posto de Coronel e do EAOF ao posto de Capitão. (FAB)

Parabéns, minha filha! 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

UMA GRANDE vitória!

Uma grande bênção!
VEIO ao mundo neste primeiro dia do mês de dezembro a mais nova integrante da família Moreira. Bem-vinda, minha filha Alice Maria, a multirracial. Muito obrigado, meu Senhor!
2014, um ano abençoado!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

BLOG do Gerson atinge a marca de 5 milhões

BLOG campeão atinge 5 milhões de acessos

O BLOG do Gerson Nogueira campeão atingiu na manhã desta quarta-feira a marca de 5 milhões de acessos (sendo que 1 milhão acessaram somente nos últimos sete meses). Uma tremenda façanha para um blog regional, voltado para futebol, música, cultura, política e jornalismo. Faço aqui meu agradamento aos bravos companheiros de viagem, que frequentam o espaço diariamente desde 2009 e que são verdadeiramente os responsáveis pelo seu sucesso. Parabéns a todos os envolvidos. 

Congratulo-me com o campeoníssimo jornalista paraense!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

NESTA data querida!

O homem, o ser humano, é feliz de verdade quando vê seu semelhante feliz


NO CASO de um pai, este se dá por feliz quando vê seus filhos felizes. Então, hoje, já recebi o meu presente de aniversário: ver que meus filhos estão felizes.

Hoje, agradeço primeiramente ao bom Deus por me permitir chegar ao 54º novembro de minha existência. Agradeço por isso e por estar com saúde e, principalmente, reconciliado com Ele, que nunca me desamparou em momento algum de minha vida.

Mas também devo agradecer a todos os amigos, colegas, de aqui - Dois Vizinhos, Paraná -, e de todos os recantos do Brasil - e também de outros países - que, por meio das redes sociais, vem enviando-me suas mensagens de um "Feliz aniversário". Agradeço também a meu sogro e a minha sogra, que, por telefone, expressaram também votos de parabéns. Muito obrigado a todos.

Minha felicidade maior, entretanto, foi, após receber o beijo, acompanhado de um "feliz aniversário" da minha esposa, Bernardete, ao abrir a caixa de e-mail, topar com as fotografias de minha filha Cristiene, seu esposo e meu neto, Raphäel, o multirracial.

No todo, este ano de 2014, vem repleto de bênçãos. Constituí no Facebook um grupo em que congrego boa parcela da minha turma da Escola de Especialistas, o "Branca de Rasgar!". Recebo a notícia de que me tornei avô. Em Dezembro, virá mais uma filha, a também multirracial Alicemaria, o que vai me tornar um "pai-avô", ou seja, um pai com idade de avô e, efetivamente, agora um avô. Uma outra de minhas filhas, a Charlene, vai se formar Segundo-tenente da Aeronáutica, concluindo o curso em primeiro lugar.
Enfim, estou numa felicidade só!

Obrigado, Deus!

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

PAPA Francisco manda instalar chuveiros para sem-tetos


“PADRE, eu não posso ir com você ao restaurante, porque eu estou fedendo…” Franco é um sem-teto natural da Sardenha, com a barba seca e cinza, e a pele danificada pelo sol. Foi ele que, nos primeiros dias de outubro, explicou ao bispo que o convidava para jantar, para comemorar o seu aniversário, qual é a maior necessidade para os desabrigados de Roma: “Aqui, ninguém morre de fome, sempre se consegue um sanduíche todos os dias. Mas não há lugares para ir ao banheiro e para se lavar”.

Aquele bispo era Konrad Krajewski, o esmoleiro do Papa Francisco.

A mensagem é imediatamente implementada: na segunda-feira, 17 de novembro, começarão os trabalhos para instalar três chuveiros dentro dos banheiros para os peregrinos que se encontram debaixo da colunata de São Pedro.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

OUTRA questão do ENEM 2014

Em bom português


NO BRASIL, as palavras envelhecem e caem como folhas secas. Não é somente pela gíria que a gente é apanhada (aliás, já não se usa mais a primeira pessoa, tanto do singular como do plural: tudo é "a gente". A própria linguagem corrente vai-se renovando e a cada dia uma parte do léxico cai em desuso.

Minha amiga Lila, que vive descobrindo essas coisas, chamou minha atenção para os que falam assim:

- Assisti a uma fita de cinema com um artista que representa muito bem.

Os que acharam natural essa frase, cuidado! Não saberão dizer que viram um filme com um ator que trabalha bem. E irão ao banho de mar em vez de ir à praia, vestido de roupa de banho em vez de biquíni, carregando guarda-sol em vez de barraca. Comprarão um automóvel em vez de comprar um carro, pegarão um defluxo em vez de um resfriado, vão andar no passeio em vez de passear na calçada. Viajarão de trem de ferro e apresentarão sua esposa ou senhora em vez de apresentar sua mulher.


A língua varia no tempo, no espaço e em diferentes classes socioculturais. O texto exemplifica essa característica da língua, evidenciando que

a) o uso de palavras novas deve ser incentivado em detrimento das antigas.
b) a utilização de inovações no léxico é percebida na comparação de gerações.
c) o emprego de palavras com sentidos diferentes caracteriza diversidade geográfica.
d) a pronúncia e o vocabulário são aspectos identificadores da classe social a que pertence o falante.
e) o modo de falar específico de pessoas de diferentes faixas etárias é frequente em todas as regiões.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

QUESTÃO do ENEM 2014

O JOVEM espanhol Daniel se sente perdido. Seu diploma de desenhista industrial e seu alto conhecimento de inglês devem ajudá-lo a tomar um rumo. Mas a taxa de desemprego, que supera 52% entre os que têm menos de 25 anos, o desnorteia. Ele está convencido de que seu futuro profissional não está na Espanha, como o de, pelo menos, 120 mil conterrâneos que emigraram nos últimos dois anos. O irmão dele, que é engenheiro-agrônomo, conseguiu emprego no Chile. Atualmente, Daniel participa de uma "oficina de procura de emprego" em países como Brasil, Alemanha e China. A oficina é oferecida por uma universidade espanhola.

A situação ilustra uma crise econômica que implica

a) valorização do trabalho fabril.
b) expansão dos recursos tecnológicos.
c) exportação de mão de obra qualificada.
d) diversificação dos mercados produtivos.
e) intensificação dos intercâmbios estudantis.

sábado, 8 de novembro de 2014

EVANGELHO do Domingo: Jesus expulsa os vendilhões do templo

ESTAVA próxima a Páscoa dos Judeus e Jesus subiu a Jerusalém. No Templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados. Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. E disse aos que vendiam pombas: "Tirai isto daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!" Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: "O zelo por tua casa me consumirá". Então os judeus perguntaram a Jesus: "Que sinal nos mostras para agir assim?" Ele respondeu: "Destruí este Templo, e em três dias o levantarei". Os judeus disseram: "Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?" Mas Jesus estava falando do Templo do seu corpo. Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele" (João 2, 13-22)

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

VOCÊ sabe com quem está falando?

Absurdo: Justiça condena agente só por cumprir a lei


A NOTÍCIA dada em primeira mão por Heródoto Barbeiro no Jornal da Record News, na terça-feira, relata o caso de Luciana Silva Tamburini, a bela agente de trânsito da Operação Lei Seca, no Rio, que estava trabalhando na blitz em que foi parado o carro do juiz João Carlos de Souza Corrêa, 18º JEC (Juizado Especial Criminal), em fevereiro de 2011. O ilustre magistrado estava sem documentos do carro, nem habilitação para dirigir, recusou-se a fazer o teste do bafômetro _ deveria ter seus bons motivos _ e deu voz de prisão à agente, que estava só cumprindo a lei.

O absurdo: esta semana, foi mantida pelo desembargador José Carlos Paes, da 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a sentença de primeira instância, em que Luciana foi condenada a pagar multa de R$ 5 mil ao juiz Souza Corrêa, por "abuso de poder".

"Ao apregoar que o demandado era juiz, mas não Deus, a agente de trânsito zombou do cargo por ele ocupado, bem como do que a função representa na sociedade", justificou o doutor desembargador ao manter em segunda instância a condenação da agente de trânsito. Que beleza, quanta meiguice!

Dois detalhes: Luciana ganha um salário mensal de R$ 3.600 e seria presa se não pagasse a multa, e o carro do juiz circulava sem placas. Nada disso foi levado em conta pela nossa Justiça, sempre implacável ao julgar e condenar os mais fracos, em defesa dos mais fortes.

Quando viu que a agente não cedeu ao tradicional apelo do "sabe com quem esta falando?", o juiz Corrêa, do alto da sua autoridade, não teve dúvidas: mandou chamar a polícia para prender a agente, que recebeu voz de prisão por "desacato à autoridade". Ameaçada de ser algemada e levada no camburão ao 14º Distrito Policial, no Leblon, Luciana se recusou a cumprir a ordem dos policiais, mas foi à delegacia, e acabou condenada pela Justiça.

Nem tudo, porém está perdido. Ao tomar conhecimento deste absurdo, na terça-feira, no mesmo dia a advogada paulista Flavia Penido criou uma vaquinha virtual na internet para ajudar Luciana Tamburini. Em menos de 24 horas, foram arrecadados R$ 11.600, afastando assim o risco dela ser presa por não ter condições de pagar a multa.

Em entrevista aos repórteres Mateus Campos e Julianna Granjeia, do jornal O Globo, a agente de trânsito disse que não se arrepende da sua atitude ao zelar pelo cumprimento da lei. E desabafou:

"No acordão, o desembargador reconhece que o magistrado estava sem habilitação e num carro sem placa. Mas afirma que, naquela situação, eu é que agi com abuso de autoridade. É revoltante. Eu não sou legisladora. Não estou ali para fazer a lei. Estou ali para cumpri-la, assim como todo mundo. Agora posso me prejudicar porque fiz o meu trabalho direito. Isto desmotiva (...) Aqueles que nos julgam têm muito mais poder do que as pessoas comuns. E parecem estar acima das leis que aplicam".

"O juiz queria que um tenente me desse voz de prisão, que me levasse para a delegacia. O tenente se recusou e o juiz ligou para uma viatura. Os PMs da viatura tentaram me algemar e disseram que ele queria que eu fosse para a delegacia. Respondi que ele queria, mas não era Deus. Eles saíram e informaram ao juiz o que eu havia dito. Ele começou a gritar e me deu voz de prisão, dizendo que eu era muito abusada. Fomos então para a delegacia".

"Alguém tem que fazer este trabalho. Se eu levo os carros dos mais humildes, por que não vou levar os dos mais abastados? (...) Eu trato todo mundo do mesmo jeito, independentemente de qualquer coisa. Eu trabalho do jeito certo e vou até o final".

É ou não é mesmo revoltante esta história? Se tem muitas autoridades no nosso país que nos envergonham, tem outras, como a agente de trânsito Luciana Silva Tamburini, que me dá orgulho de ser brasileiro.

Só não consigo entender uma coisa: vira e mexe, lemos nos jornais notícias sobre autoridades e celebridades em geral que são paradas e detidas pelos agentes da Operação Lei Seca no Rio de Janeiro. E é muito raro vermos isso acontecer em São Paulo. Por que será? (Ricardo Kotscho)

terça-feira, 28 de outubro de 2014

FORÇA Aérea é homenageada em todo o país

UNIDADES militares em todo o país realizaram cerimônias em homenagem ao Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira (FAB). Em algumas cidades, como Recife-PE e Natal-RN, militares também foram agraciados pelo trabalho desempenhado em nome da nação.

sábado, 25 de outubro de 2014

EVANGELHO do Domingo: A figueira estéril

NESSE momento, chegaram algumas pessoas trazendo a Jesus notícias a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando o sangue deles com o dos sacrifícios que ofereciam. Ele lhes respondeu: "Pensais que esses galileus eram mais pecadores do qualquer outro galileu, por terem sofrido tal coisa? Digo-vos que não. Mas se vós não vos converterdes, perecereis todos do mesmo modo. E aqueles dezoito que morreram quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados do que qualquer outro morador de Jerusalém? Eu vos digo que não. Mas, se não vos converterdes, perecereis todos do mesmo modo". E Jesus contou esta parábola: "Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi lá procurar figos e não encontrou. "Então disse ao agricultor: 'Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Coarta-a! Para que está ocupando inutilmente a terra?' Ele, porém, respondeu: 'Senhor, deixa-a ainda este ano. Vou cavar em volta e pôr adubo. Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então a cortarás". (Lucas 13, 1-9)

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O VOTO é livre?

A covardia e a agressividade nas redes sociais





IMPRESSIONANTE o nível de ferocidade, de agressividade, de selvageria nos debates que se travam por essas redes sociais - todas elas, sem exceção nenhuma.

E não pensem que isso ocorre apenas nos debates sobre eleição, não. Muito pelo contrário.
A falta de civilidade se verifica em quase todas as circunstâncias, em quase todas as situações.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

terça-feira, 14 de outubro de 2014

HORÁRIO de verão começa domingo

Horário de verão vai começar no dia 19 de outubro Nos últimos anos a redução média da demanda de energia tem sido em torno de 5% nas regiões onde foi aplicado o horário


O HORÁRIO brasileiro de verão 2014/2015 começa no dia 19 deste mês, quando os relógios serão adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, adotada para economizar energia no horário de maior consumo, vai até o dia 22 de fevereiro do ano que vem.

Pelo decreto que instituiu o horário de verão, a medida deve ser iniciada sempre no terceiro domingo de outubro e encerrada no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente. Mas, no ano em que houver coincidência com o domingo de carnaval, o fim do horário de verão deve ser no domingo seguinte. Como em 2015 o carnaval será no dia 17 de fevereiro, o horário de verão deverá acabar no dia 22 de fevereiro. O objetivo é evitar que, em meio a um feriado, alguns esqueçam de ajustar os relógios.

domingo, 12 de outubro de 2014

FÉ!


EVANGELHO do Domingo

Bodas de Caná


NO TERCEIRO dia, houve um casamento em Caná da Galileia, e a mãe de Jesus estava lá. Também Jesus e seus discípulos foram convidados para o casamento. Faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm vinho!" Jesus lhe respondeu: "Mulher, para que me dizes isso? A minha hora ainda não chegou".

Sua mãe disse aos que estavam servindo: "azei tudo o que ele vos disser!" Estavam ali seis talhas de pedra, de quase cem litros cada, destinadas às purificações rituais dos judeus. Jesus disse aos que estavam servindo: "Enchei as talhas de água!" E eles as encheram até a borda. Então disse: Agora tirai e levai ao encarregado da festa". E eles levaram. O encarregado da festa provou da água mudada em vinho, sem saber de onde viesse, embora os serventes que tiraram a água o soubessem. Então chamou o noivo e disse-lhe: "Todo mundo serve primeiro o vinho bom e, quando os convidados já beberam bastante, serve o menos bom. Tu guardaste o vinho bom até agora". Este início dos sinais, Jesus o realizou em Caná da Galileia. Manifestou sua glória, e os seus discípulos creram nele. (João 2, 1-11)

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! 

domingo, 5 de outubro de 2014

GARDEL era uruguaio

DESDE hoy el público podrá contemplar la prueba documental de que Carlos Gardel nació en Tacuarembó. Se trata de su Cédula de Identidad argentina emitida en octubre de 1920. Allí el cantor se definió como "artista", soltero y uruguayo.

HOJE é dia de eleições!

Vote consciente!




sábado, 4 de outubro de 2014

MORRE o ator Hugo Carvana

Diretor fez filmes como 'Vai trabalhar, vagabundo' e 'Bar Esperança'. Como ator, trabalhou nas novelas 'Roda de fogo' e 'Celebridades'.


O CINEASTA e ator Hugo Carvana morreu neste sábado (4out.) aos 77 anos no Rio. Ainda não há informação sobre a causa da morte. Ele estava internado desde o último domingo (28). Em sua obra, Carvana ficou marcado por retratar o típico "malandro carioca".

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

VAI haver eleições

DOMINGO próximo, dia 5 de outubro, vai haver eleições gerais no Brasil. Serão eleitos deputados estaduais, deputados federais, governadores, senadores e presidente da República.

Este escriba já tem os seus candidatos. Sou a favor das eleições livres, sem qualquer pressão ou qualquer outro embaraço no processo democrático. Cada brasileiro tem o dever e o direito de escolher os candidatos que possam fazer o melhor pelo povo brasileiro.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

REMINISCÊNCIAS do front

Ainda guardo na memória o rosto juvenil de muitos companheiros




TIVE a ideia de criar uma página para, ao mesmo tempo que homenagear a turma, também propiciar a interação saudável entre seus membros, a partir de um comentário de nosso colega Pinheiro, Antonio Pinheiro de Lima - Q EF. Em um blogue, que infelizmente - não sei porque - não foi adiante, o Pinheiro faz o seguinte comentário:

"Ainda guardo na memoria o rosto juvenil de muitos companheiros, que logo após a formatura, se foram pra seus estados"

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

REMINISCÊNCIAS do front

A Lei não contém todo o Direito

SEMPRE fui do tipo inconformado, daqueles que não se acomodam de primeira com um “não” como resposta. O fato de ter atuado na área de recursos humanos com certeza tem influência nesse meu comportamento. Isso, vez por outra, me deu a fama de antipático.
Reivindicações que são negadas simplesmente por causa de que a legislação não dá amparo, nalgumas vezes, são aceitas por muitos somente por causa da hierarquia e da disciplina, não que isso significasse necessariamente a concordância com o resultado final.
Teve uma época em que servi metade do tempo em Brasília e a outra metade em Cachimbo, região sudoeste do Pará, quase divisa com Mato Grosso. Quando cheguei lá o período em que servíamos em Cachimbo era devidamente remunerado com a indenização de localidade especial, por ser a região considerada como local inóspito e de difícil acesso.
Em determinado mês veio a ordem lá de cima, da Subdiretoria de Pagamento de Pessoal, mandando cancelar o pagamento da indenização com base na legislação da época que dizia que “o militar faz jus ao pagamento da indenização de localidade especial a contar da data de sua apresentação, cessando na data de seu desligamento”. Essas duas palavras “apresentação” e “desligamento” depunham contra a nossa pretensão, pois, para efeitos legais, nós servíamos em Brasília, localidade não especial, e não em Cachimbo, considerada uma extensão da OM sede.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

SÓ DEUS pode...

SÓ DEUS pode criar
Mas você pode valorizar o que ele criou.

Só DEUS pode dar a vida
Mas você pode transmiti-la e respeitá-la.

Só DEUS pode dar a fé.
Mas você pode dar o seu testemunho.

Só DEUS pode dar a paz.
Mas você pode semear a união.

sábado, 20 de setembro de 2014

UMA CARTA para Aranha


OI, ARANHA. Tudo bem? Primeiramente queria te confessar que não te conhecia. Embora eu goste de futebol, vá ao estádio de vez em quando, acompanhe alguns programas esportivos, eu não sabia quem você era. Não sabia até o lamentável episódio envolvendo a torcida gremista, a torcedora do Grêmio que lhe chamou de macaco e todas as repercussões que houve. Desde então, tenho acompanhado mais atentamente você e sua luta, que sempre foi a minha, a luta pela eliminação do racismo. As declarações que você deu, após a violência da qual foi vítima, foram um alento à minha alma. Foram um tapa na cara do permanente mito da democracia racial brasileira. Um retumbante e contundente chega.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

REMINISCÊNCIAS do front

Uma questão de vocação



ALGUÉM falou neste espaço sobre vocação. Vocação - aqui entendida como a aptidão ou amor para determinada profissão, especialidade - é coisa que uns têm, outros não têm. No caso do aluno da Escola de Especialistas, assunto no qual venho me ocupando, uma boa parte, talvez a maioria, veio somente a descobrir se tinham ou não vocação para a coisa algum tempo. Para outros, esse tempo nunca chegou.

Descobrir somente algum tempo depois foi exatamente o meu caso. 

CLÁSSICOS do Valentim

Boby Solo: Una lacrima sul viso



sexta-feira, 12 de setembro de 2014

REMINISCÊNCIAS do front

Há males que vêm para o bem


NEM MESMO o tempo me extraviou da memória aquela manhã de agosto, dia sete, ano de 1979, uma terça-feira. Era o dia de apresentar-me pronto para o trabalho ao tenente Wanderlan, meu chefe em Anápolis a partir daquela data. Iniciava o meu segundo dia na Unidade, pois havia me apresentado oficialmente na véspera, uma tarde ensolarada.
Estava lá naquela seção de pessoal de Base Aérea, conhecida na época como Ajudância da Base, aguardando que o futuro chefe se liberasse da tarefa em que se ocupava naquele momento. Wanderlan era um daqueles oficiais formados pela antiga EOEIG e que antes disso fora sargento, tendo chegado à graduação de primeiro-sargento Escrevente. Já não é mais vivo; podemos elogiá-lo à vontade, como sentenciava Machado de Assis.
Mantinha-me lá imóvel, garboso, achando-me o rei-da-cocada-preta a ostentar aquele vistoso uniforme azul com as insígnias de terceiro-sargento recém-formado. O oficial atendia a um cabo, que mais tarde viria a ser meu auxiliar direto. Indicava-lhe o que me parecia alguns papéis arquivados numa pasta suspensa, enquanto lhe dava orientações acerca dalgum assunto que eu ignorava totalmente pois estava a uma boa distância de ambos. Aguardei que terminasse para somente aí fazer-lhe a apresentação regulamentar. “Com licença, tenente. Terceiro-sargento Valentim apresenta-se pronto para o serviço” era a expressão correta e que já vinha treinando mentalmente. Diria tais palavras assim que o tenente fizesse o sinal para que eu me aproximasse.
Percebi que o oficial se prolongava e nem sequer levantava a cabeça a olhar em minha direção. Já estava inquieto, mas não me passou pela ideia interrompê-lo, nem ao menos com uma falsa tosse ou pigarro simulado. Isso poderia ser entendido como inconveniência, e o oficial poderia me chamar a atenção. Não, não seria boa ideia interrompê-lo.
Fiquei ali, em posição de descansar, a esperar pacientemente pelo momento em que o oficial despachasse o cabo, sanando as suas dúvidas ou qualquer outra dificuldade que o praça lhe apresentava na hora.
Nada.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

PUBLICIDADE previamente paga

Somente a língua portuguesa é capaz de produzir um texto assim


PEDRO Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. 
Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas. Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas. 

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

AINDA sobre racismo!


DESDE que decidiu, depois de um jogo contra o Grêmio, denunciar os torcedores que o xingaram de “macaco”, Aranha virou, na mesma medida, herói e — pasme — vilão.

Dezenas, centenas de pessoas enxergaram na atitude do goleiro do Santos oportunismo, hipocrisia, malandragem e, suprassumo dos argumentos, racismo ao contrário.

Indignados de todos os cantos tiraram do bolso do paletó a história de que “macaco” é um jeito tradicional, milenar, ancestral dos gremistas se referirem aos rivais do Inter. Não vem ao caso o fato de Aranha ser santista.

Para outros tantos, a celeuma se deve ao “politicamente correto”, que ainda destruirá o futebol.

PROPAGANDA de um pintor português

PREZADA população portuense, presentemente passando pelo Porto, Pedro Paulo Pereira Pinto Praxedes Peixoto, perito pintor profissional português, prestes partir para Paris, por pretender pelejar por premiação preponderante, promete pintar prontamente pinturas para paredes, perfeitamente parecidas, preferencialmente peristilos para pomposos palacetes, propriedades particulares, pagodes pequineses, panoramas paradisíacos pitorescos, palcos prateados, pedras preciosas, patrimônios pessoais, pessoas poderosas, pregadores presbiterianos, prelados paramentados, pastores protestantes, patrões paternalistas, projetistas projetando prédios, provectos professores politécnicos, paxás persas pertinazes, pitonisas petulantes, psiquiatras paranormais prósperos, psicólogos praticantes, paraquedistas preparados, promotores públicos, párocos proeminentes, pesquisadores poliglotas, presidentes promovendo progresso, parlamentares probos, políticos populares, pedindo previamente polpudo pagamento.

sábado, 6 de setembro de 2014

DIFERENÇAS entre ser chefe e líder

Você prefere ser chefe ou líder?


VOCÊ sabe a diferença entre ser chefe e ser líder? O chefe tem tendência a comandar pessoas, impor ordens e ser autoritário. Também é conhecido por centralizar o poder e pensar apenas nos resultados e lucros. Já o líder promove o crescimento e o desenvolvimento profissional de seus subordinados, motivando-os a conseguirem um desempenho superior. O professor Augusto Cesar, especialista em cerimonial, eventos e protocolo faz outras considerações a respeito das figuras do chefe e do líder. Confira.

1 - Os chefes são temidos e não respeitados, seus funcionários geralmente são pessoas que não se sentem abertos a relatar problemas e muito menos pedir conselhos quando têm dúvidas.

2 – Ser líder é uma forma de agir, uma maneira de ser. Pode ser qualquer pessoa de qualquer idade. Exemplos: uma criança liderando seus amigos na brincadeira; um adolescente liderando sua "tribo"; uma dona de casa liderando seu lar; um gerente liderando seus colaboradores…

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

REMINISCÊNCIAS do front

Barrão, o enfermeiro

EM TODO lugar, trabalho, escola, clube, há um sujeito divertido, engraçado, quase sempre falastrão, que, mal o vemos e já, quase sem querer, abrimos um largo sorriso. Suas histórias – ou estórias – são sempre aumentadas, enfeitadas, espichadas e enriquecidas com detalhes burlescos, que, acompanhados de trejeitos exagerados e caretas, levam os ouvintes ao inevitável riso, e do riso à estrepitosa gargalhada, deixando mais amenos os rigores do dia. E isso só ele sabe fazer. Sujeitos assim, embora não sejam unanimidades, são úteis e necessários a um ambiente saudável, desde que suas piadas não tenham o fito de humilhar ou diminuir seu semelhante.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

NÃO ao racismo e às hipocrisias

MUITO REPERCUTIU nos meios de comunicação social durante a semana que passou o triste caso acontecido com o goleiro Aranha, no jogo em que a sua equipe, o Santos Futebol Clube, jogou contra o time da casa, o Grêmio de Futebol Porto-Alegrense.

Explicando, não justificando. Um pouco por se sentirem inconformados com o desempenho de seu time e muito por serem naturalmente racistas mesmo, um grupo considerável de torcedores puxou coro racista contra o atleta santista, chamando-o de "preto fedido", "macaco", e outros insultos raciais do gênero.

Não fosse um evento de dois grandes clubes da primeira divisão do futebol brasileiro, não um fosse um evento transmitido ao vivo por uma grande emissora de televisão, este seria mais um episódio não registrado. Ninguém saberia de nada sobre o acontecido, ninguém repercutiria, ninguém exibiria sua indignação nas redes sociais.

domingo, 31 de agosto de 2014

AO BOM combate!

AS PADARIAS são uma genuína e honrosa instituição brasileira. Existem em raros lugares do mundo, os mesmos raros lugares onde se pode tomar um café da manhã com a qualidade que se tem nas padarias nacionais. Exerço esse privilégio sempre que posso, aqui ou em santuários dessa arte, como São Paulo.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

VOCÊ já esqueceu o nome de alguém?

É UMA situação constrangedora quando encontramos alguém e não lembramos seu nome. Fica pior quando a pessoa percebe e pergunta “está lembrado de mim?” E você não lembra quem é.

O que dizer neste momento? E se for você fazendo esta pergunta, de que forma pode ajudar o outro a lembrar quem é você?

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

REMINISCÊNCIAS do front

A importância da formação especializada


NUMA de nossas postagens foi largamente comentado sobre a extinção a EOEIG e o consequente prejuízo sofrido pelo graduado que nutria pretensões de galgar o oficialato. Não lembro bem quando formou a última turma, se 1982 ou 1983. Ora, antes com cinco anos de formado o sargento especialista - de qualquer especialidade - tinha a oportunidade de tentar a matrícula na antiga EOEIG. Uma vez matriculado, sairia de lá como aspirante, podendo chegar a tenente-coronel.

Esse direito nos foi tolhido com o fechamento da antiga Escola.

Ora, a Força se ressentiria largamente da ausência de oficiais especialistas, como os fatos vieram a provar. Como comentou um colega, pareceu produto de perseguição da parte do ministro da época. Se foi, não sabemos o porquê. Ele próprio foi comandante da Escola do Bacacheri.

O ato culminaria numa espécie de hiato, que logo o alto comando, pouco tempo após a passagem do bastão ministerial, se encarregaria de por fim com a criação do EAOf, aproveitando a experiência dos suboficiais, e com a reativação - depois de alguns anos - dos antigos oficiais especialistas em armamento, fotografia, comunicações, aviões, tráfego aéreo, meteorologia e suprimento técnico. Desta vez, porém, exigir-se-ia dos sargentos candidatos o diploma de curso superior, requisito que antes inexistia. Ao mesmo tempo a Academia recebia as primeiras turmas de cadetes de Infantaria, agora com nova designação: não era mais de Guarda mas sim de Aeronáutica.