sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

MAIS OUTRA grande vitória!

Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica forma 189 novos oficiais da FAB


O CENTRO de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR) realizou nesta sexta-feira (12dez.), a Solenidade Militar de Entrega de Espadas aos novos oficiais da Força Aérea Brasileira, oriundos do Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE 2013) – Turma Antares – e do Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF 2014) – Turma Sigma, ambos voltados para Sargentos e Suboficiais do efetivo da Aeronáutica.

Ao todo, 189 novos Segundos-Tenentes receberam a espada, símbolo do oficialato nas Forças Armadas, e prestaram o compromisso perante a Bandeira Nacional, num ato que simboliza o juramento de bem cumprir os deveres inerentes à carreira do oficial. A cerimônia contou com a presença do Diretor-Geral de Ensino, Tenente-Brigadeiro do Ar Dirceu Tondolo Nôro, que presidiu a solenidade militar.

A primeira colocada da turma Antares, Tenente Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Charlene Roberta da Silva Moreira Aieta, e o Tenente Especialista em Aeronaves Anderson Costa dos Santos, primeiro colocado da turma Sigma, receberam os Prêmios Força Aérea Brasileira e Honra ao Mérito do Ministério da Defesa que são concedidos aos alunos primeiros colocados nas escolas de formação de oficiais.

"O Curso de Formação de Oficiais Especialistas representou a árdua preparação para o oficialato, foram dois longos anos de intenso estudo e aprimoramento, mas o apoio dos familiares, a determinação individual e o apego a Deus foram fatores fundamentais para vencer os desafios. Para mim, as bênçãos foram ainda maiores! Fazer parte da primeira turma mista de oficiais especialistas e lograr a primeira colocação dentre 48 homens e apenas 4 mulheres fez minha vitória pessoal virar símbolo da representatividade e importância da mulher na FAB", comenta a Tenente Charlene.



“O Estágio de Adaptação ao Oficialato é uma grande oportunidade que o Comando da Aeronáutica proporciona a nós. A grade curricular, contendo disciplinas do campo ético, legal, militar, moral e prático, propicia aos estagiários fundamentos para exercer as novas tarefas como oficial. Ser o primeiro colocado da Turma Sigma, além de ser uma honra, foi o reconhecimento de um esforço a mais, haja vista o alto nível da turma. No entanto, essa vitória só foi possível com dedicação, empenho e renúncia, atributos que se esperam de um oficial da Força Aérea Brasileira”, diz o Tenente Anderson.

O que é o CFOE e o EAOF


Para cursar o CFOE, que tem duração de dois anos, o militar da ativa deve ser aprovado no exame de seleção, e possuir, entre outros pré-requisitos, no mínimo oito anos de serviço no Quadro de Suboficiais e Sargentos. Já para o EAOF, podem participar Sargentos e Suboficiais que possuem Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos e que foram aprovados no exame de seleção. Neste ano, 137 militares concluíram o estágio, que dura cerca de 14 semanas.

Durante o período de adaptação no CIAAR, os formandos receberam instruções sobre Regulamentos e Conduta Militares, Armamento, Segurança no Trabalho, Gestão de Pessoas, Chefia e Liderança, Direito Humanitário Internacional, entre outras instruções especificas de cada área, tornando-os aptos para o exercício da chefia na área técnica. Os alunos do CFOE, também realizaram o Curso Superior de Tecnologia, reconhecido pelo Ministério da Educação, na especialidade cursada. Durante a carreira, os oficiais oriundos do CFOE podem chegar ao posto de Coronel e do EAOF ao posto de Capitão. (FAB)

Parabéns, minha filha! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!