quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

REMINISCÊNCIAS do front

O caso da ordem do dia


DURANTE meus trinta anos de serviço militar convivi com muitos oficiais e assessorei diretamente a alguns comandantes.

Ficou marcada em minha memória definitivamente um deles, sujeito ímpar, dono de um grande espírito militar. Com nem tudo, porém, a ele atribuído eu concordo.

Durante as sessões de educação física, instrução que ele era bastante assíduo, participava ativamente. Costumava posicionar-se atrás da tropa, a qual incentivava várias vezes bradando palavras de ordem e de incentivo. Aquele comandante personificava ali o aforismo "A palavra convence, o exemplo arrasta". E foi assim em toda a sua gestão à frente daquela Organização Militar.

Logo depois dos exercícios localizados, a tropa se dividia em grupamentos para a corrida, conforme a faixa etária. Ele apresentava-se para comandar o grupamento dos militares acima de quarenta anos, que era o meu grupo.

Empenhava-se como sempre nessa função. E exigia de nós como nunca ninguém antes. Em certo trecho da corrida, mandava que corrêssemos de costas, de lado para a esquerda, de lado para a direita, em terreno fofo... Hoje, eu agradeço às ações algumas vezes julgadas excessivas daquele oficial superior. Aquelas corridas, que pratico até agora, hoje, em face da minha condição de saúde, muito me fazem bem.

Outra vez, numa solenidade militar tudo transcorria normalmente, até que o comandante desceu do palanque para ler a ordem do dia. Ficou ali olhando para um lado e para outro, e ninguém lhe trazia a folha de papel onde se leria a tal ordem do dia. De repente, barulho de aeronave. Era um helicóptero do 1º do 8º. Pairou próximo e um militar desceu de rapel, tão logo ao solo ele correu em direção ao comandante, entregando-lhe um bastão assim que desfez a continência regulamentar.

Era a ordem do dia, que o comandante prontamente passou a ler. Estava tudo previamente combinado.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!