terça-feira, 28 de abril de 2015

MEMÓRIAS azulinas

Há 43 anos, o dia em que Alcino, o Negão Motora, humilhou a torcida do Paysandú em pleno estádio da Curuzu


Por Rocildo Oliveira

28 DE ABRIL DE 1972. Estamos aos 32 minutos iniciais de jogo e o Mais Querido vence por 1 a 0. Alcino , o maior centro avante que o Norte conheceu, domina a redonda na intermediária listrada, dribla Beto, dribla João Tavares e Jorge Correia; desesperado, o goleiro listrado Délcio abandona o arco, o gigante pára. Todos na curuzu ficam em silêncio; Alcino faz que chuta para o gol e o goleiro se atira ao gramado, e aí, diante de todos, numa profunda demonstração de superioridade, o gigante surpreende a todos e...


 ... senta em cima da bola.

A vergonha listrada é geral. Enfurecidos os jogadores bicolores partem para agredir Alcino; a confusão se estabelece. Alcino é expulso, abandonando o gramado sob aplausos do apaixonado torcedor remista e sob a mira odiosa do torcedor listrado, que foi humilhado dentro da sua casa, a curuzu.

Uma homenagem ao homem que humilhou todos os papinhandus dentro do seu próprio estádio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!