terça-feira, 22 de setembro de 2015

MEMÓRIAS azulinas

Remo e Flamengo em 1972




HÁ 43 anos numa quente e emocionante tarde de domingo, a mais apaixonada e apaixonante torcida do futebol nortista vibrava de alegria. Era o dia 17 de setembro de 1972 e o mais querido do Norte realizava a sua terceira apresentação pelo campeonato brasileiro unificado da primeira divisão contra o Clube de Regatas Flamengo.



Cinco minutos de jogo, após uma falta do lateral esquerdo rubro negro Mineiro em cima do atleta azulino Aranha, Caíto levanta a redonda para o interior da grande área, e eis que na marca do pênalti surge o espetacular artilheiro remista Roberto Diabo Louro, que com simples toque de cabeça empurra o balão para o fundo das redes flamenguistas, assinalando o primeiro gol nortista na mais importante competição do futebol brasileiro, gol este que também marcou a primeira vitória azul, paraense e do Norte nessa competição.

Entrava para sempre para historia do futebol brasileiro Roberto Diabo Louro e o Clube do Remo, o Filho da Glória e do Triunfo. Roberto se tornou o grande artilheiro remista na competição, balançando por dez vezes as redes adversárias, superando inclusive o gigante Alcino. Marcou cinquenta por cento dos gols azuis no competitivo campeonato nacional de 1972. (Rocildo Oliveira, via Facebook)

Um comentário:

  1. Boa tarde amigo,jogou no Clube do Remo um olante chamado Tito é o mesmo que jogou no Fluminense com o nome de Tito Nilton Rosa e Alfredinho você conhece a ficha técnica?

    ResponderExcluir

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!