segunda-feira, 30 de novembro de 2015

GRATIDÃO

AINDA que nossa boca estivesse cheia de canto, como o mar;
e nossa língua, de júbilo, como o bramido de suas ondas;
e nossos lábios, de louvor, como a amplidão do firmamento;
e nossos olhos resplandecessem, como o sol e a lua;
e nossos braços se estendessem, como as águias no espaço;
e nossos pés fossem ligeiros, como os dos cervos...

... não conseguiríamos agradecer-te, Adonai, 
Deus nosso e Deus de nossos pais,
nem bendizer teu Nome sequer em medida infinitesimal
pelos benefícios que fizeste a nossos pais e também a nós.
Amém.

(do manual de oração Encontro, frei Ignácio Larrañaga)

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

MEMÓRIAS azulinas

Gigante Alcino humilha bicolores



EM 28 DE ABRIL DE 1972. O jogo transcorria normalmente; o Leão Azul vencia por 1 a 0, gol de Roberto, o Diabo Louro, finalizando com precisão uma jogada do eterno gigante Alcino. Era a rodada final do torneio Pará, Goias, Maranhão.

Na preliminar o Goiás já havia vencido o Moto Clube e torcia por um resultado positivo do Clube do Remo frente ao rival listrado. A vitória já se desenhava, o Remo já vencia e com tranquilidade e tocava a bola no gramado, bola de pé em pé, e o balão se oferece na entrada da grande área para Alcino. Ele se livre de alguns adversários, entra na grande área, ameaça finalizar e... inesperadamente, para a surpresa de todos os presentes, ele, o gigante, não finaliza: definitivamente humilha o eterno freguês listrado ao sentar na bola dentro da tal Curuzu. Ele, que já havia mostrado os órgãos genitais para a torcida listrada, dessa vez se eterniza de vez, é expulso, abandona o campo de jogo ovacionado pela torcida azul presente. É retirado de campo sob vaias e apupos da infiel bicolor.

Mesmo com dez elementos o Remo ainda marca o segundo através de Cabecinha e com isso proporciona ao Goiás a conquista do Pará, Goiás, Maranhão.

Alcino, o mito da camisa 9. 

No momento faço um levantamento de todos os gols marcados por Alcino, de novembro de 1970 até Novembro de 1975. E sinceramente espero que o Motora tenha marcado bem mais do que os 163 gols registrados marcados por Dadinho, que, segundo informações oficiais ou extra oficiais, é o maior artilheiro da história do Mais Querido.  (Rocildo Oliveira, via Facebook)




quarta-feira, 25 de novembro de 2015

QUESTÃO do ENEM 2016

TUDO era harmonioso, sólido, verdadeiro. No princípio. As mulheres, principalmente as mortas do álbum, eram maravilhosas. Os homens, mais maravilhosos ainda, ah, difícil encontrar família mais perfeita. A nossa família, dizia a bela voz de contralto de minha avó.  Na nossa família, frisava, lançando em redor olhares complacentes, lamentando os que não faziam parte do nosso clã. (...)

Quando Margarida resolveu contar os podres todos que sabia naquela noite negra da rebelião, fiquei furiosa. (...)

É mentira, é mentira!, gritei tapando os ouvidos. Mas Margarida seguia em frente: tio Maximiliano se casou com a inglesa de cachos só por causa do dinheiro, não passava de um pilantra, a loirinha feiosa era riquíssima. Tia Consuelo? Ora, tia Consuelo chorava porque sentia falta de homem, ela queria homem e não Deus, ou o convento ou o sanatório. O dote era tão bom que o convento abriu-lhe as portas com loucura e tudo. "E tem mais coisas ainda, minha queridinha", anunciou Margarida fazendo um agrado no meu queixo. Reagi com violência: uma agregada, uma cria e, ainda por cima, mestiça. Como ousava desmoralizar meus heróis? 

TELLES, L. F. A estrutura da bolha de sabão. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

Representante da ficção contemporânea, a prosa de Lygia Fagundes Telles configura e desconstrói modelos sociais. No trecho, a percepção do núcleo familiar descortina um(a)

a) convivência frágil ligando pessoas financeiramente dependentes.
b) tensa hierarquia familiar equilibrada graças à presença da matriarca.
c) pacto de atitudes e valores mantidos à custa de ocultações e hipocrisias.
d) tradicional conflito de gerações protagonizado pela narradora e seus tios.
e) velada discriminação racial refletida na procura de casamentos com europeus. 

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

ESPORTE Interativo manterá Clube do Remo como protagonista em 2016



ÚNICO clube da Série D que teve todos os jogos mostrados ao vivo pelo Esporte Interativo, o Remo já tem a garantia do privilégio também para a Série C, tal o sucesso de audiência, conforme o plano estabelecido pela emissora. Além do Leão Azul, o Fortaleza (CE) também terá todos os jogos ao vivo. Outro será o Ceará (CE), se for rebaixado da Série B.

A visibilidade assegurada na Copa Verde (de 2 a 8 jogos) e Série C (18 a 24 jogos), abre ótimas perspectivas para o Leão Azul no mercado como protagonista do Esporte Interativo. Além disso, visibilidade também na TV Brasil (Série C), no SporTV (Copa do Brasil) e na TV Cultura (Parazão).

terça-feira, 17 de novembro de 2015

ENTRE gigantes, Remo se destaca com novos sócios






O PROGRAMA de sócio-torcedor é uma importante fonte de receita das agremiações atualmente. Em cenário de crise econômica no país, atrair e fidelizar os associados garantem a saúde financeira do clube e pode superar os valores praticados pelo patrocínio-master, por exemplo. E no 'campo dos associados', duas agremiações chamam atenção e aparecem em ranking importante. 

sábado, 7 de novembro de 2015

BOAS administrações também são sinônimo de amor ao clube. Por falar nisso...

UM GRUPO de sócios do Remo encaminhou na tarde desta sexta-feira um documento cobrando da diretoria mais transparência em relação ao caso do assalto à sede social da avenida Nazaré, no último domingo, que resultou no furto da quantia de R$ 423.632,00 mil do cofre do clube. Os sócios fazem vários questionamentos sobre o nebuloso episódio, exigindo que as respostas sejam dadas em até 48 horas:

Quem é o responsável pela guarda de valores na sede?
Qual o motivo da guarda de quantia tão volumosa na sede?
Por qual razão não foi depositado tal valor num banco ou cofre de empresa de segurança?
Quem sabia que este valor estava na sede dentro de um cofre?
Quem está à frente da Diretoria de Segurança do Remo?
A Diretoria de Segurança sabia da intenção de guardar o dinheiro na sede?
Que medidas serão tomadas para a reposição do dinheiro?
Como o cofre foi aberto?
(Gerson Nogueira, Belém)

terça-feira, 3 de novembro de 2015

QUE venha 2016 e suas emoções!

O REMO não ganhou simplesmente porque o Botafogo foi melhor lá, quando tinha de fazer o placar e vir a Belém com a vantagem. Fez.


Em Belém também, no jogo que se propôs, foi melhor que o Remo. Nessas horas falta aquele jogador corajoso, tipo Dadá, naquele jogo histórico contra a mucura na CV ou mesmo um Alberto, que arrisque mais fora da área e desarme qualquer esquema defensivo. No primeiro jogo o Remo sentiu a falta de alguns jogadores importantes (Eduardo Ramos, etc...). Simples. 

Apesar de não ter seguido adiante, valeu, Clube do Remo, cujo calendário de 2015 muitos secadores diziam que acabaria em 07 de maio. Foi bem mais além, e ainda deixou a Mucura sem Copa Verde e Copa do Brasil.

Que venha 2016 e suas emoções!