segunda-feira, 8 de agosto de 2016

CLÁSSICOS do Valentim

Caetano Veloso: Pecado Original, 1978



TODO DIA, toda a noite, toda hora, toda madrugada, momento e manhã
Todo mundo, todos os segundos do minuto vive a eternidade da maçã


Tempo da serpente, nossa irmã
Sonho de ter uma vida sã
Quando a gente volta o rosto para o céu e diz
olhos nos olhos da imensidão

Eu não sou cachorro não
A gente não sabe o lugar certo onde colocar o desejo

Todo beijo, todo medo, todo corpo em movimento
está cheio de inferno e céu
Todo santo, todo canto, todo pranto,
todo manto está cheio de inferno e céu

O que fazer com o que Deus nos deu
O que foi que nos aconteceu
Quando a gente volta o rosto para o céu e diz
olhos nos olhos da imensidão 

Eu não sou cachorro não
A gente não sabe o lugar certo onde colocar o desejo

Quando a gente volta o rosto para o céu e diz
olhos nos olhos da imensidão 

Eu não sou cachorro não
A gente não sabe o lugar certo onde colocar o desejo

Todo homem, todo lobisomem sabe a imensidão da fome que tem de viver
Todo homem sabe que essa fome é mesmo grande, até maior que o medo de morrer

Mas a gente nunca sabe mesmo o que é que quer uma mulher.

Um comentário:

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!