sexta-feira, 19 de agosto de 2016

CLÁSSICOS do Valentim

Caetano Veloso: Superbacana, 1968



TODA essa gente se engana
Ou então finge que não vê que eu nasci
Pra ser o superbacana
Eu nasci pra ser o superbacana
Superbacana, superbacana


Outra de Caetano: http://www.bloguedovalentim.com/2016/08/classicos-do-valentim.html


Superbacana super-homem
Superflit, supervinc
Superhist, superbacana
Estilhaços sobre Copacabana
O mundo em Copacabana
Tudo em Copacabana, Copacabana
O mundo explode longe, muito longe
O sol responde
O tempo esconde



O vento espalha
E as migalhas caem todas sobre
Copacabana me engana
Esconde o superamendoim
O espinafre, o biotônico
O comando do avião supersônico
Do parque eletrônico
Do poder atômico
E do avanço econômico


A moeda número um do Tio Patinhas não é minha
Um batalhão de cowboys
Barra a entrada da legião dos super-heróis
E eu superbacana
Vou sonhando até explodir colorido
No sol, nos cinco sentidos
Nada no bolso ou nas mãos


Um instante, maestro


Super-homem, supervinc
Superflit, superhist
Superviva, supershell
Superquentão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!