quarta-feira, 9 de novembro de 2016

BLOGUE do Valentim há 5 anos!

Quem se lembra do beijoqueiro?


José Alves de Moura, o Beijoqueiro

O TELEFONE toca uma vez, duas, três... sete.

-- Alô.
-- Moura?
-- Sim. Quem é?

Informo que é um repórter do Jornal do Brasil, querendo saber se o homem que já beijou o papa João Paulo Segundo, Frank Sinatra e tantos outros vai tentar sorte com Barack Obama, o presidente dos Estados Unidos, no próximo domingo, na Cinelândia.

-- Parei, parei com tudo, não faço mais isso -- surpreende o português J. Moura, 71 anos e muitas, mas muitas, traulitadas de seguranças no currículo.

Pergunto o motivo, e ele desabafa desanimado:
Por que isso, meu Deus?


-- Por causa dos espancamentos, das surras que levei. Imagine só, apanhar por beijar um semelhante... -- diz a voz cansada do outro lado da linha.

A julgar pela parafernália que cerca o dono do cargo mais importante do mundo, o pesado Moura não teria a menor chance. Até os ascensoristas dos elevadores em que Obama entrar aqui no Brasil serão americanos trazidos por ele. Uma dezena de ruas do Centro do Rio será interditada, seria impossível que um dos mais folclóricos personagens cariocas chegasse àquelas bochechas.

Meio decepcionado, tento puxar um papo.

-- E o Vasco? -- questiono o lusitano.

-- Simpatizo com o Fluminense, porque o Eurico Miranda mandou me darem uma surra no Maracanã.

Que sina...
Moura tenta beijar o presidente Itamar Franco

Moura não quer alarde, pede sigilo, mas o Brasil precisa saber que o nosso Beijoqueiro, vencido pela truculência dos aparelhos de blindagem das personalidades, abandonou os ringues e os holofotes que, no auge, chegaram a lhe render um comercial das Sardinhas 88. Na sua última aparição, na mesma Cinelândia na posse do atual prefeito, Eduardo Paes, o Beijoqueiro foi barrado, mas estendeu na calçada uma faixa com um número de conta para depósitos que, segundo ele, lhe permitiriam comprar uma passagem para os EUA. Lá, garantiu, chegaria até o presidente. O Projeto Obama não vingou, mas, neste domingo, o homem estará mais perto do que nunca.

-- Pendurou as chuteiras, então? -- espremo a laranja.

-- No lugar mais alto.

Bom, acho que Obama não precisa se preocupar.

Se é que Moura não está mesmo preparando alguma...


Beijando Roberto Dinamite 

(BLOGUE do Valentim em 09nov2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!