domingo, 6 de novembro de 2016

RAUL e outros malucos

S. O. S, 1974





HOJE é domingo, missa e praia céu de anil
Tem sangue no jornal, bandeiras na avenida Zil

Lá por detrás da triste linda Zona Sul
Vai tudo muito bem, formigas que trafegam sem porque

E das janelas desses quartos de pensão
Eu como vetor, tranquilo eu tento uma transmutação

Ô, ô seu moço do disco voador
Me leve com você, pra onde você for
Ô, ô seu moço, mas não me deixe aqui
Enquanto eu sei que tem tanta estrela por aí

Andei rezando para totens e Jesus
Jamais olhei pro céu, meu disco voador além

Já fui macaco em domingos glaciais
Atlantas colossais, que eu não soube como utilizar

E nas mensagens que nos chegam sem parar
Ninguém, ninguém pode notar
Estão muito ocupados pra pensar

Ô, ô seu moço do disco voador
Me leve com você, pra onde você for
Ô, ô seu moço, mas não me deixe aqui
Enquanto eu sei que tem tanta estrela por aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO por comentar e volte sempre ao BLOGUE do Valentim!